Vereadores de oposição e situação criticam encaminhamento de projetos incompletos pelo Executivo

Sepé Tiaraju 28 fevereiro, 2019 Fonte: A Tribuna

Desde o final do ano passado, projetos encaminhados pelo Executivo de Santo Ângelo são alvos de críticas dos vereadores. Projetos com propostas diversas são criticados além da questão de posição contrária ou favorável. Na sessão da última segunda-feira, 25, o tom das críticas subiu e uniu nas queixas vereadores de situação e oposição.
Na segunda-feira estavam em observação projetos de contratação temporária e também propostas de retirada de vantagens de servidores. Mas as queixas específicas dizem respeito à falta de documentação nos projetos, especialmente o impacto financeiro das medidas. Já no início do ano Legislativo, queixas haviam sido feitas nesse sentido. O vereador Pedro Waskiewicz, o Pedrão (PSD) chegou a relatar que foi até o Executivo buscar documentos que estavam faltando.
Na sessão da última segunda, Pedrão voltou a falar sobre o assunto e comentou novamente sua ida à Prefeitura. “ Na semana passada ou retrasada fui na Prefeitura buscar os documentos para completar os projetos. É incapacidade de operação sei lá de quem”.
Pedrão criticou ainda a informação dando conta que não existe necessidade de ser anexado o impacto financeiro nos projetos. “Falaram que não precisa impacto financeiro, então vamos embora. A única coisa que o vereador está aqui para fazer não é para pedir trcoa de lâmpadas. Estamos aqui para fiscalizar o governo e se não tivermos à mão esses documentos como o impacto financeiro, pelo amor de Deus!”.
O vereador é presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e exigiu que o Executio envie projetos completos. “Ninguém vai segurar projetos, só não pode ficar asssim. Temos que parar de passar vergonha. Porque depois vão falar que de novo votamos projeto sem parecer da CCJ”. E ainda deixou no ar outras situações envolvendo o Executivo: “Temos vários questões de irresponsabiliodades do governo que vou ter que falar daqui a pouco”.

INCOMPETÊNCIA
O vereador Maurício Loureiro (PDT) chegou a falar de incompetência. Conforme ele, há dois anos a Câmara vem pedindo mudanças neste sentido. “Esta Casa, repetidamente, vem pedindo que o Executivo, prefeito e assessores, tenham preocupação para ter mais transparência”.
Ele ainda abordou a questão da necessidade de serem anexados documentos aos projetos. “Dizem na Prefeitura que não precisa do impacto financeiro, que existe LRF que dispensa essa processo. Mas eu peço insistentemente que mandem esse impacto porque essa Casa é fiscalizadora. Tem dificuldade, sim”.
E comentou sobre competência. “Não tem como dizer que não tem incompetente. Mas temos que acertar esse processo, porque essa Casa precisa fazer a legítima verificação sobre os projetos”.
Everaldo Oliveira, também do PDT e líder do governo no Legislativo, foi outro que falou da necessidade de envio de projetos completos. “Temos que falar com prefeito e equipe responsável para que possam (os projetos) vir completos, para que possamos analisar e votar. Lá fora as pessoas o que vão pensar de nós? Que estamos votando coisas incorretas. Não, o projeto está correto, faltava apenas alguns documentos que foram anexados”, frisa.
Outro pedetista que fez críticas ao Executivo foi Vando Nolasco (PDT). Entretanto, ele afirmou que as falhas são dos secretários. “Determinados secretários não estão agindo corretamente. Temos que cobrar dos secretários. Se tiver que trocar determinados secretários temos que cobrar. Somos fiscalizadores e legisladores”. Quando Nolasco fez essa observação, Pedrão interviu fazendo a seguinte afirmação: “Tem que pedir para trocar uma meia dúzia de secretários. Se tiver que ajudar porque é apadrinhado politico que troque de função. Ou então bota pra rua”.

MUDANÇA  DE POSTURA
Paulo Sérgio, o Paulão (PP), citou que em algumas oportunidades os vereadores acabaram passando por cima da falha no envio dos projetos levando em consideração a importância das ações mas que isso não pode continuar ocorrendo. “Temos normas, regras e os projetos tem que chegar com 48 horas de antecedência. Mas viemos passando a mão, sendo coniventes, agregando aos erros dos outros”. Ele foi outro a falar em incompetência. “Chamei alguns (membros da administração) de incompetentes, mas não tem outro termo para usar. O prefeito que viesse aqui ou nos chamasse para tratar dessas questões. Não aprovo nenhum projeto mais nessas condições”.
Já Rodrigo Trevisan (PP) chegou a analisar que as falhas podem ser fruto de má vontade ou falta de comprometimento de algumas pessoas. “Já demos várias demonstrações de estarmos afinados com a necessidade popular. Todos os vereadores são comprometidos mas se o projeto não vem completo e querer obrigar de votar favorável desta forma não pode ocorrer. Isso não é responsabilidade da Câmara. Existe risco potencial de passar algo que não esteja adquado com a legislação. Que o Executivo resolva isso”.

IRRESPONSABILIDADE  HISTÓRICA
Vinícius Makvitz (MDB), da base do governo, não integrou o grupo dos que citaram incompetência. Ele foi ainda mais forte e falou em irresponsabilidade, fazendo ainda uma projeção nada louvável para a administração do prefeito Jacques Barbosa (PDT). “Há dois anos os vereadores estão falando que é a última vez (para votar projetos incompletos). Vai passar quatro anos e entrar outra administração. Da maneira que está, tenho certeza quenão terá outro prefeito na história de Santo Ângelo que cometeu tanta irresponsabilidade ou secretário que cometeu tanta irresponsabilidade de encaminhar projetos errados para essa Casa”.
O emedebista disse ainda que há dezesseis é servidor da Câmara e já são oito anos como vereador e nunca viu tanto projeto errado sendo encaminhado pelo Executivo e encerrou sentenciando: “Chegou a hora de mudar, ou começamos a ser corretos ou nós vamos continuar assim”.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 março, 2019

    Grêmio se reapresenta após vitória no clássico

    Classificado às quartas de final do Gauchão e garantido na primeira posição da fase classificatória, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 março, 2019

    Inter deverá usar titulares contra o Novo Hamburgo

    Os jogadores que estiveram em campo no Gre-Nal não participaram do treino fechado, realizado nessa ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 março, 2019

    EUA: Bolsonaro tem reuniões com ex-secretário do Tesouro e empresários

    Em Washington (EUA), o presidente  Jair Bolsonaro tem reuniões hoje (18) com o ex-secretário do ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.