VEREADORES CRIAM MAIS 16 CARGOS SEM CONCURSO

NULL
Lucas de Campos 3 fevereiro, 2015 Fonte:

Em tempos de austeridade e cortes nos gastos públicos propostos pelos novos gestores públicos, a Câmara de Vereadores de Santo Ângelo dá o mau exemplo e no começo da noite de ontem durante a primeira sessão legislativa do ano, criou 16 novos cargos de confiança.

         Um projeto de iniciativa da mesa diretora da Câmara criou 15 cargos de assessor parlamentar e mais um cargo de assessor jurídico. O projeto entrou não teve discussão no plenário, pelo fato de que boa parte dos vereadores só teve conhecimento do mesmo, no meio da sessão ordinária.

         A iniciativa que cria os 16 novos CCs na Câmara de Santo Ângelo foi aprovada por maioria. Votaram contra o projeto os vereadores Gilberto Corazza e Diomar Formenton do Partido dos Trabalhadores e Zilá Andres do Partido Progressista. O vereador Paulo Azeredo do PMDB precisou atender um telefonema, e não pode votar. Justificou que é contra o aumento de cargos de confiança.

         O projeto em segundos obteve o parecer favorável da comissão de Constituição e Justiça, composta pelos vereadores Nanaco, Jaqueline e Vando. Eles justificaram como sendo de relevância a criação dos novos cargos.

         Além desses três da comissão, votaram favoráveis ao aumento de CCs na Câmara de Santo Ângelo, os vereadores – Everaldo Oliveira, Jacques Barbosa, Lauri Juliani, ambos do PDT, Dionisio Faganello-DEM, Pedrão e José Martins do Solidariedade e Vinicius Makvitz do PMDB.

         O presidente do Poder Legislativo, vereador Nader Hassan que teve a iniciativa de apresentar o projeto aumentando o número de cargos, só vota em caso de empate.

         Hoje pela manhã durante a programação jornalística da rádio Sepé, o assunto ganhou ampla repercussão com a manifestação de inúmeros ouvintes nos programas Aldeia Global e Rádio Cidade.

         Os vereadores que foram contrários ao projeto da criação dos CCs, foram unânimes em afirmar que tomaram conhecimento da iniciativa da presidência da Câmara somente no meio da sessão ordinária. Segundo o regimento interno, os vereadores devem tomar conhecimento da Ordem do Dia, antes do inicio da sessão.

         O vereador Diomar Formenton, afirmou que a Câmara de Santo Ângelo está na contramão da história e que a criação dos novos cargos é um desserviço a comunidade. Ele inclusive cogitou a possibilidade de buscar orientação do Ministério Público e discutir a legalidade do projeto.

         Já a vereadora Zilá Andres, frisou que o aumento de CCs é foi um ato de mau exemplo à população e que mancha a imagem do Legislativo. A vereadora chegou a pedir a um assessor da presidência cópia do projeto antes do mesmo entrar em votação. Ele só recebeu o projeto após sua aprovação, precisando inclusive se dirigir até a sala do assessor da mesa diretora.

         O vereador Gilberto Corazza, comentou o mérito do projeto, afirmando que é tal iniciativa é inoportuna e vai contra o que dizem as vozes das ruas. Mencionou que o mesmo foi aprovado em segundos e que não existe na atualidade necessidade da criação de 15 novos assessores parlamentares e mais um assessor jurídico.

         O presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, Nader Hassan, ao falar no programa Aldeia Global defendeu o aumento de Cargos de Confiança e disse que a medida veio para ajudar os vereadores que necessitam de mais um assessor para melhor atender a população.

         Nader disse que o projeto é bom, e que se trata de uma necessidade de boa parte dos vereadores que ele consultou antes de colocar a matéria em votação. Justificou também dizendo que a Câmara de Vereadores possui direito a gastar 6% de sua verba com pessoal, e como gasta apenas 2,8% existe dinheiro para criar os novos cargos.

         O assunto ganhou ampla repercussão na comunidade santo-angelense. Infelizmente todas as manifestações foram contrárias ao desejo da maioria dos vereadores em criar novos cargos. A população argumentou que o momento é de crise e de corte de gastos com o dinheiro público, e que a decisão dos vereadores era vergonhosa.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.