Vereador culpa deputado Eduardo pelo rompimento de acordo para eleição do novo presidente

deputado interfere em ações do Poder Legislativo
Lucas de Campos 6 janeiro, 2016 Fonte:

Durante a entrevista o presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, Pedro Waskiewicz foi indagado sobre o motivo do não cumprimento do acordo que previa nova eleição na última sessão ordinária de 2015.

            Frisou que esse tipo de acordo firmado entre vereadores e partidos, já em outras oportunidades também não chegou a ser cumprido. Sobre esse último celebrado no ano de 2014, salientou que agora por interferência do deputado Eduardo Loureiro do PDT, é que o mesmo acabou sendo rompido.

            Pedrão foi taxativo ao dizer que o deputado Eduardo, afirmou para ele próprio e através de pedido do vereador Jacques Barbosa que é do PDT, de que o acordo devia ser rompido, pois não tinha desejo de ver o vereador Vando como novo presidente.

            Por mais esse acordo, agora em 2016, seria a vez do vereador Vando que é do PMDB comandar os destinos do Poder Legislativo de Santo Ângelo.

            O atual presidente Pedrão, disse não entender e saber os motivos pelo qual o deputado Eduardo Loureiro interferiu junto aos cinco vereadores do PDT, pedindo o rompimento do acordo. “Talvez, o desejo do deputado era o de eleger exclusivamente um pedetista para presidir a Câmara e não alguém do PMDB”.

            Essa não foi a primeira vez que o deputado Eduardo interfere no parlamento de Santo Ângelo. Quando prefeito, várias vezes quis dar as cartas sobre quem seria eleito o presidente do Poder Legislativo.

            Um exemplo dessa interferência aconteceu em janeiro de 2009, quando a candidata para ser eleita após acordo envolvendo todas as bancadas e presidir a Câmara seria a vereadora Zilá Andres do PP.

            Minutos antes de inicio da primeira sessão que abrir os trabalhos da nova legislatura, o então prefeito Eduardo, chamou todos os vereadores em seu gabinete e exigiu que os mesmos não elegessem a vereadora Zilá, sob a ameaça de que se isso acontecesse, muitos perderiam a indicação de CCs na prefeitura.

            Naquela ocasião, após articulações espúrias do ex-prefeito, foi eleito presidente da Câmara Municipal, o vereador Pedrão que fazia na época parte da bancada do PDT.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.