Vereador acusa diretor do DMT de fazer ameaça de morte

Vereador Márcio Antunes e diretor DMT, Gerson Rodrigues - A Tribuna
Sepé Tiaraju 18 agosto, 2018 Fonte: A Tribuna

O vereador Márcio Antunes (PP) registrou, na quarta-feira, 15, boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia, denunciando que sofreu ameaça de morte do diretor do Departamento Municipal de Trânsito (DMT), Gerson Rodrigues. Conforme a denúncia a ameaça foi feita por celular.

De acordo com o edil, o diretor passou a fazer ameaça depois que postou no Facebook uma manifestação sobre o duplo atropelamento da jovem Eduarda Richard dos Reis, de 16 anos, próximo à rotula do Tio Bilia. Márcio Antunes conta que solicitou providências ao departamento para a construção de uma faixa de segurança elevada como forma de proporcionar mais segurança aos estudantes que transitam no local.

Márcio relata que o diretor não gostou da postagem passando a fazer ameaças. “Vou te matar, onde você está que estou indo aí, que eu sou da Brigada, seu vagabundo. Não importa que tu é vereador, que vou arrancar tua cabeça, vou te quebrar, quero saber onde tu está, que vou te encontrar, pois sou da Brigada Militar e vou acabar contigo, vagabundo, lixo, caco desgraçado”.

O vereador conta que ficou preocupado com as ameaças e a forma agressiva como se comportou o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Gerson Rodrigues. “Diante do tom como ele se dirigiu para mim decidi representar criminalmente contra o diretor do DMT”.

Diretor do DMT confirma discussão, mas nega ameaça de morte ao vereador

Em entrevista ao programa Aldeia Global, da Rádio Sepé, nesta sexta-feira, 17, o diretor do Departamento Municipal de Trânsito,  Gerson Rodrigues, confirmou a discussão com o vereador Márcio Antunes, mas negou ter feito ameaça de morte. O diretor relatou que acabou se envolvendo numa discussão que começou na redes sociais entre sua filha e o vereador. O edil falou do acidente que matou uma aluna do Instituto Estadual Odão Felippe Pippi e fez duras críticas ao Poder Público, acusando o departamento de não ter adotado medidas para a segurança no trânsito.

Conforme o diretor, ele decidiu intervir no assunto polêmico depois que o vereador fez um “print” do perfil de sua filha, postando em seguida críticas. “Eu agi da forma que qualquer pai faria. Ele expôs a menina. Eu liguei para o vereador, visando encerrar a polêmica. Expliquei onde estava e que se ele quisesse poderíamos conversar. No entanto ele alterou o tom de voz e acabou acontecendo a discussão. Teve bate boca, mas em momento algum ameaça de morte. Cabe a quem acusa o ônus da prova e ele vai ter que explicar na Justiça. O vereador me expos na imprensa e eu quero reparar os danos desta acusação. As pessoa me conhecem e em momento algum eu faria isso que ele está me acusando”.

O diretor disse, ainda, que o vereador tinha o seu telefone e que poderia ter feito a reinvindicação pessoalmente. “O Márcio foi colega da minha filha que está se formando em Direito. Ela apenas falou a verdade na defesa do pais. Ele levou para o outro lado. Considero injustas essas críticas que recebemos porque fizemos o que era possível naquele trecho para evitar acidentes. Construímos uma faixa elevada na escola e também fizemos sinalização horizontal e vertical na rua, assim como na rótula”.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 setembro, 2018

    Preso traficante que comercializava drogas em cemitério de São Luiz Gonzaga

    Na tarde de terça-feira, 18,  a Polícia Civil, em ação da DPCA de São Luiz ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 setembro, 2018

    Homem que matou mulher em Santo Ângelo é preso em Uruguaiana

    Na manhã desta terça-feira, a Polícia Civil, num trabalho conjunto entre a DEFREC/Uruguaiana e 1ªDP/SIPAC ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 setembro, 2018

    Mulher é presa por tráfico de drogas em Ijuí

    No final da tarde de segunda-feira (17), o Serviço de Inteligência da Brigada Militar de ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.