Urna com relíquias de Dom Aloísio Lorscheider chega a Santo Ângelo

Sepé Tiaraju 6 outubro, 2018 Fonte: A Tribuna

Uma celebração especial foi feita, no final da tarde de quinta-feira, 4, na Capela do Carmelo, para receber as relíquias de Dom Aloísio Lorscheider. A missa foi celebrada pelo bispo Dom Liro Vendelino Meurer com a participação dos padres Inácio Dallanora (Paróquia Sagrada Família) e Aloísio Ruedell (coordenador Pastoral).

Na celebração, o bispo explicou aos fiéis a decisão da igreja de transladar os restos mortais de Dom Aloísio sepultado no Convento São Boaventura em Daltro Filho, na localidade de Daltro Filho, em Imigrante (RS), para o Santuário Nacional de Aparecida (SP). Contou que a decisão aconteceu depois de encontro entre os religiosos de Imigrantes com representantes da Arquidiocese de Aparecida, da Ordem dos Frades Menores, e da Prefeitura local. Neste encontro foram definidos detalhes do cortejo e das celebrações.

Os restos mortais foram divididos em quatro urnas, uma destinada à Aparecida e outras três com relíquias (com fragmento de ossos) para o cemitério do Convento São Boaventura em Imigrante (RS), Arquidiocese de Santo Ângelo (RS), e Arquidiocese de Fortaleza (CE), locais onde atuou dom Aloísio Lorscheider.

O religioso foi um sacerdote franciscano e cardeal brasileiro, assim como ex-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e participou de todas

 

APARECIDA

O translado dos restos mortais para o Santuário de Aparecida não é por acaso. A cidade paulista abriga o maior santuário dedicado a uma representação mariana no mundo e que recebe anualmente mais de 11 milhões de turistas. A ideia da Igreja é possibilitar que as pessoas que vão ao santuário possam visitar a urna com as relíquias de Dom Aloísio.

RELÍQUIAS DE DOM ALOÍSIO

O bispo Dom Liro revela que a urna com as relíquias de Dom Aloísio deverá permanecer por cerca de dez dias no Carmelo de Santo Ângelo. “Neste período vamos definir detalhes do translado das relíquias para a cripta na Catedral Angelopolitana, onde está sepultado Dom Estanislau Amadeu Kreutz.”

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 maio, 2019

    Defensoria Pública completa 25 anos no RS

    Defensoria Pública completa, no dia 19 de maio, 25 anos de atuação no Rio Grande ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 maio, 2019

    Cuidados com pequenos animais são debatidos em Audiência Pública

    Com o objetivo de mapear 10 macro-oportunidades de cada região do Estado, foi realizado na noite ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 maio, 2019

    HSA realizou cerca de 300 atendimentos na área de oncologia em dois meses

    A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) realizou cerca de 300 atendimentos com 186 ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.