Uma vitória pela vida

Sepé Tiaraju 11 junho, 2019 Fonte: HSA

Alegria e emoção marcaram o encerramento do tratamento de Nanci Mielki Berti, de 55 anos, na Unacon do Hospital Santo Ângelo. Na sexta-feira a coordenadora técnica da unidade, enfermeira Jacqueline Bageti Garcia, juntamente com sua equipe, prestou homenagem a paciente que concluiu suas sessões de quimioterapia e imunoterapia para combater um câncer de mama. Nanci mora em São Luiz Gonzaga e vinha para Santo Ângelo para o tratamento.

Nanci conta que o encerramento do tratamento marca um novo ciclo em sua vida. “É um momento de comemoração. Foram 12 semanas de sessões de quimioterapia e um ano de imunoterapia com aplicações de injeções. Vinha uma vez por semana para Santo Ângelo. Meu marido, que sempre esteve do meu lado, me aguardava em cada sessão. Ele teve um papel fundamental no meu tratamento”, falou emocionada.

A paciente conta que descobriu a doença através de um exame de ecografia. “Tenho casos na família de câncer de mama. Minha irmã teve essa doença. Em fevereiro do ano passado fui na minha médica, Norma Dutra, em São Luiz Gonzaga. Ela pediu um exame de mamografia, mas nada apareceu. A médica por uma questão de precaução solicitou uma ecografia que fiz em abril em Três de Maio, devido à demora aqui na minha cidade. Neste exame apareceu um tumor bastante pequeno, menos de 1 cm. A notícia foi bastante impactante, mas busquei forças e apoio da minha família. Com o exame feito na mastologista fiz uma biopsia e fiz cirurgia no Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre.”

Ela lembra que depois da cirurgia decidi pelo tratamento de quimioterapia no Hospital Santo Ângelo pela proximidade de casa e pela confiança no trabalho do médico oncologista, Lourenço Sangoi, que já tinha tratado a sua irmã e feito atendimento de seu pai numa outra situação.

Emocionada, Nanci revela que já esteve visitando a médica de São Luiz Gonzaga que orientou para fazer uma ecografia, algo que foi decisivo para a sua vida. “Quem faz um tratamento como eu fiz passa a ver a vida com outros olhos. Você passa a valorizar o que realmente é importante. Peço às mulheres que não deixem de fazer os exames preventivos. O diagnóstico precoce faz toda a diferença.”

O esposo, Milton Carlos Berti, diz que é um novo momento para a família e que todos estão comemorando a vitória de Nanci na lita pela vida. “Sem dúvida é um momento especial para todos nós.”

TRATAMENTO

A partir da liberação das sessões de quimioterapia, Nanci fará exames preventivos de seis em seis meses durante cinco anos. Após esse período os exames serão anuais.

Alegria e emoção marcaram o encerramento do tratamento de Nanci Mielki Berti, de 55 anos, na Unacon do Hospital Santo Ângelo. Na sexta-feira a coordenadora técnica da unidade, enfermeira Jacqueline Bageti Garcia, juntamente com sua equipe, prestou homenagem a paciente que concluiu suas sessões de quimioterapia e imunoterapia para combater um câncer de mama. Nanci mora em São Luiz Gonzaga e vinha para Santo Ângelo para o tratamento.

Nanci conta que o encerramento do tratamento marca um novo ciclo em sua vida. “É um momento de comemoração. Foram 12 semanas de sessões de quimioterapia e um ano de imunoterapia com aplicações de injeções. Vinha uma vez por semana para Santo Ângelo. Meu marido, que sempre esteve do meu lado, me aguardava em cada sessão. Ele teve um papel fundamental no meu tratamento”, falou emocionada.

A paciente conta que descobriu a doença através de um exame de ecografia. “Tenho casos na família de câncer de mama. Minha irmã teve essa doença. Em fevereiro do ano passado fui na minha médica, Norma Dutra, em São Luiz Gonzaga. Ela pediu um exame de mamografia, mas nada apareceu. A médica por uma questão de precaução solicitou uma ecografia que fiz em abril em Três de Maio, devido à demora aqui na minha cidade. Neste exame apareceu um tumor bastante pequeno, menos de 1 cm. A notícia foi bastante impactante, mas busquei forças e apoio da minha família. Com o exame feito na mastologista fiz uma biopsia e fiz cirurgia no Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre.”

Ela lembra que depois da cirurgia decidi pelo tratamento de quimioterapia no Hospital Santo Ângelo pela proximidade de casa e pela confiança no trabalho do médico oncologista, Lourenço Sangoi, que já tinha tratado a sua irmã e feito atendimento de seu pai numa outra situação.

Emocionada, Nanci revela que já esteve visitando a médica de São Luiz Gonzaga que orientou para fazer uma ecografia, algo que foi decisivo para a sua vida. “Quem faz um tratamento como eu fiz passa a ver a vida com outros olhos. Você passa a valorizar o que realmente é importante. Peço às mulheres que não deixem de fazer os exames preventivos. O diagnóstico precoce faz toda a diferença.”

O esposo, Milton Carlos Berti, diz que é um novo momento para a família e que todos estão comemorando a vitória de Nanci na lita pela vida. “Sem dúvida é um momento especial para todos nós.”

TRATAMENTO

A partir da liberação das sessões de quimioterapia, Nanci fará exames preventivos de seis em seis meses durante cinco anos. Após esse período os exames serão anuais.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 26 junho, 2019

    Câmara de Turismo do Paraguai visita às Missões

    Uma equipe técnica da Câmara Municipal de Turismo do Paraguai está passando por vários municípios, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 25 junho, 2019

    Morre o professor Luiz Trevisan

    Morreu, na noite desta terça-feira, 25, o professor Luiz Trevisan que iniciou sua carreira no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 25 junho, 2019

    Clube dos Desbravadores da IASD recebe homenagem do Poder Legislativo

    Requerida pelo presidente da Câmara de Vereadores, Dionísio Faganello (DEM), uma Sessão Especial realizada na ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.