Temporal provoca estragos no Vale do Taquari

Grupo Independente
Sepé Tiaraju 25 agosto, 2018 Fonte: Grupo Independente
Ventos fortes registrados na sexta-feira (24) de cerca de 80 km/h, além da chuva que ocorre desde as primeiras horas do dia, provocaram estragos em municípios do Vale do Taquari e das proximidades. Casas foram destelhadas, um portão de ferro arrancado, arroios transbordaram e famílias ficaram desalojadas após as intempéries do tempo. Na quinta-feira (23), o governo do Rio Grande do Sul emitiu um alerta meteorológico para os gaúchos, informando sobre um possível temporal — o que foi confirmado horas depois, na maioria das regiões do estado.
Em Arroio do Meio, a localidade atingida é a de Arroio Grande. Moradores informaram as ocorrências à Defesa Civil local. Parte da comunidade está sem abastecimento de energia elétrica, desde a manhã desta sexta-feira. O coordenador do setor e secretário municipal de Obras, Paulo Heck, relata o cenário no local. “Encontramos uma árvore caída sobre os fios de luz, o que provocou bastante estrago na rede de alta e média tensão, também causando a queda de um poste em que havia um transformador”.
A RGE Sul Energia foi chamada para atender a ocorrência. A previsão da empresa é que o serviço seja restabelecido ainda hoje. Heck acredita que “há muitos cabos rompidos, deve ter uns 15 ou 20, porque é uma rede de distribuição que passa de uma localidade para outra”.
Além das árvores caídas, que impedem a passagem de veículos na Estrada Geral Dona Rita, a VRS 482, uma casa nas proximidades teve prejuízos financeiros, com a queda do portão de acesso ao pátio.
Marinês Zeni Halmenschlager, 54 anos, proprietária da residência, conta o que aconteceu. “Veio esse vento, um tufão. Foi de vez, e o portão voou no chão. Ficamos assustados, porque alguém poderia estar entrando na garagem”. Vizinhos da mulher sofreram destelhamentos. “Soube que casas destelharam com a passagem desse vento”, comenta ela.
No caso de Paulo Frohlich, 58 anos, também de Arroio Alegre, o que mais preocupa é o retorno da energia elétrica, necessária para o seu trabalho. “Espero que venha logo, por causa do leite. É complicado, porque as vacas não estão mais acostumadas com a mão, só com máquina”, fala. Diversos galhos foram lançados no seu pátio, com a passagem do temporal. “Eu gastei um tanque de combustível na motosserra para cortar árvores no chão e os animais não se machucarem”, revela Frohlich.
Na região
De acordo com o tenente-coronel André Ricardo Pereira Silvério, coordenador regional da Defesa Civil, que atende a 62 municípios, mais situações ocorreram em Guaporé, com alagamentos, e Itapuca, com falta de energia elétrica.
O Arroio Barracão, que atravessa Guaporé, transbordou no trevo de acesso ao município, afetando diversos bairros — tanto na zona urbana quanto rural. Segundo a Secretaria de Obras do município, todas as localidades foram prejudicadas.
Três residências foram atingidas pelas águas, sendo que as famílias em situação de desalojamento estão com amigos ou parentes. A Defesa Civil de Guaporé ainda trabalha no levantamento de prejuízos, sendo que a elaboração de um decreto de Situação de Emergência não é descartada.
A coordenação regional estima que a média de precipitação tenha sido de 35 milímetros em cada município atendido. Lajeado não teve chamados por conta do temporal. Na maior parte do estado, as instabilidades fortes já passaram. Agora, a instabilidade se encontra na Região Norte, onde há risco de rajadas fortes e granizo. A previsão é que se desloquem para Santa Catarina.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    RGE trocou 272 postes em Guarani das Missões de janeiro a setembro

    A Rio Grande Energia (RGE) concluiu importantes obras na rede elétrica de Guarani das Missões ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Homem morre eletrocutado em Coronel Bicaco

    Um homem morreu eletrocutado, por volta das 15, de quarta-feira, 12,  em uma rede de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Mulheres realizam manifesto em São Nicolau contra o feminicídio

    Mais de 100 pessoas com cartazes fizeram caminhada contra o feminicídio em São Nicolau. O ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.