Tempestade tropical avança para o Texas e traz mais chuvas para o Meio-Oeste dos EUA

NULL
Lucas de Campos 17 junho, 2015 Fonte:

O excesso de chuvas no Meio-Oeste dos Estados Unidos pode se agravar, segundo explicam especialistas, com a chegada da tempestade tropical Bill que, nesta terça-feira (16), avançou para a costa do estado do Texas, chegando com chuvas muito pesadas e ventos fortes. 

De acordo com a agência de notícias Reuters, a tempestade tropical Bill, no início desta terça-feira, avançou com força rumo ao Texas levando chuvas pesadas e ventos fortes ao estado. As informações partem do Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos. 

\"Tempestade

Tempestade Bill – Foto: NOAA

E como informa o instituto norte-americano de meteorologia Accuweather, o fenômeno deve se mover para as partes norte e noroeste do Texas durante esta quarta-feira (17).  \”A principal preocupação ainda é e continuará sendo o potencial de chuvas muito pesadas e de inundações ainda maiores\”, disse o especialista em furacões do Accuweather, Dan Kottlowski. 

Ainda segundo o instituto, uma onda de chuvas fortes – com média de 152 a 254 mm, podendo ser ainda mais volumosas – vai se estender do norte ao sul de Missouri, estado onde o plantio da soja está mais atrasado e concluído em somente 42% da área, de acordo com os últimos números trazidos pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).  E, para o estado, nesse período, o normal seria uma semeadura passando dos 80%. 

\"Chuvas

Mapa do Accuweather mostra a possibilidade elevada de chuvas para o Meio-Oeste esta semana nas área verde

Segundo relatou o engenheiro agrônomo brasileiro Eduardo Beche, que está no Missouri para um doutorado, os trabalhos de campo estão bastante comprometidos nesse momento e a expectativa é de que a produtividade nesta safra seja menor para a soja.  \”Ainda é cedo para saber mas, provavelmente, algumas áreas terão de ser replantadas e a janela para isso é estreita. Já estamos tendo uma primavera atípica aqui nos Estados Unidos, e a previsão é de um julho com temperaturas mais amenas\”, afirma Beche. 

No caso do milho, as preocupações estão voltadas para os solos extremamente encharcados em algumas regiões. As recentes chuvas fortes causaram inundações em áreas baixas dos campos de milho ou ocasionaram a parada da água em algumas valas, o que poderia fazer com que as plantas permanecessem saturadas ainda por um tempo, como explica Bob Nielsen, da Purdue University, de Indiana. 

\"Milho

Milho alagado nos EUA 2015/16 – Fonte: AGWeb

E a maioria dos agrônomos acreditam que as lavouras jovens de milho poderiam sobreviver cerca de quatro dias estando \”alagadas\” se as temperaturas estiverem mais amenas.  \”Ninguém pode dizer, com certeza, um dia após as tempestades, se os campos de milho irão sobreviver ou se terão perdas e quais serão as consequências exatas no longo prazo até que se passe tempo suficiente para que possa haver uma avaliação real das plantas danificadas. Podemos, no entanto, falar sobre alguns fatores que aumentam ou reduzem os riscos dos danos severos ou a morte das plantas em solos alagados\”, afirma Nielsen. 

Números do USDA

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), nesta segunda-feira (15), divulgou seu novo boletim semanal de acompanhamento de safras e os números mostraram que o plantio da soja da safra 2015/16 ainda se mostra ligeiramente atrasado em relação ao mesmo período da temporada anterior e à média dos últimos cinco anos. 

A semeadura da oleaginosa, até 14 de junho, havia sido concluída em 87% da área contra 91% de 2014 nesssa mesma época e de 90% da média plurianual. O USDA informou ainda que 67% das lavouras de soja dos EUA estão em boas ou excelentes condições, contra 69% da semana anterior e 73% do mesmo período do ano passado. Além disso, são 27% das plantações em situação regular e 6% em condições ruins ou muito ruins. 

O boletim mostrou também que 75% das lavouras já emergiram, contra 77% de média e 81% do registrado em 2014.

Sobre o milho, o reporte indicou que 97% das lavouras já emergiram, número que fica próximo da média – de 95% – e acima do registrado nesse mesmo intervalo da safra 2014/15, de 96%. No caso do cereal, 73% das lavouras estão em boas ou excelentes condições, 22% em situação regular e 5% condições ruins ou muito ruins. Na semana anterior, esses números eram de, respectivamente, 74%; 22 % e 4%, e, no mesmo período do ano anterior, de 76%, 20% e 4%. 

Campos alagados de soja no Nebraska – EUA – Safra 2015/16. Fotos enviadas pelo analista de mercado do site norte-americano Agriculture.com, Mike McGinnis:

\"Campos

\"Campos

Com informações do Accuweather, FarmFutures, AgWeb, Agriculture.com e Reuters. 

Por: Carla Mendes

Fonte: Notícias Agrícolas

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.