STF divulga lista de políticos suspeitos de fraude na Petrobras

NULL
Lucas de Campos 7 março, 2015 Fonte:

Os nomes dos políticos suspeitos de envolvimento no desvio de recursos daPetrobras, deflagrado pela operaçãoLava Jato, foram divulgados na noite desta sexta-feira (6). A lista com os 54 nomes foi apresentada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), após análise do relator do caso, ministro Teori Zavascki.Foram citados cinco deputados federais gaúchos, todos do PP. São eles: José Otávio Germano, Renato Molling, Afonso Hamm, Jerônimo Goergen e Luis Carlos Heinze. Também foi citado o ex-deputado federal pelo PP Vilson Covatti, que atuou na Câmara até a última legislatura.Entre os citados também estão os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Dez senadores são citados, além de deputados e ex-governadores como Antônio Anastasia (PSDB) e Roseana Sarney (PMDB).Alguns dos pedidos foram arquivados, como é o caso dos senadores Delcídio Amaral, Romero Jucá, Aécio Neves e Ciro Nogueira; os deputados federais Henrique Eduardo Alves e Aguinaldo Ribeiro; os ex-deputados Cândido Vacarezza, João Alberto Júnior e Pedro Correa; e o empresário Alexandre José dos Santos.O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF na terça-feira (3) 28 pedidos de abertura de inquérito, referentes a 54 pessoas, além de sete solicitações de arquivamento.O ministro Teori Zavascki deferiu 21 pedidos de abertura de inquérito. Em todos os casos, o ministro revogou o sigilo na tramitação dos procedimentos.. Segundo Zavascki, a instauração de inquéritos foi considerada cabível porque há indícios de ilicitude.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.