Soja: Com agenda cheia, mercado inicia semana em campo positivo nesta 2ª em Chicago

Na quarta-feira (12), o mercado recebe o boletim mais esperado pelos traders que é o novo mensal de oferta e demanda trazido pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). " A unanimidade destas agências espera que o departamento americano traga um ajuste para baixo na projeção de produção, tanto para milho quanto a soja", diz o consultor de mercado da TRINI Consultoria, Mársio Ribeir
Lucas de Campos 10 agosto, 2015 Fonte:

O mercado internacional tem uma agenda agitada nessa semana que se inicia nesta segunda-feira (10) e para os futuros da soja ela parece começar positiva. Por volta das 7h40 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 6,50 e 8 pontos nos principais vencimentos negociados na Bolsa de Chicago. Assim, a primeira posição do momento – setembro/15 – era negociada a US$ 9,83 por bushel. 

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz, nesta segunda, seu novo boletim semanal de acompanhamento de safras. O relatório sai às 17h – após o fechamento do mercado – e os traders aguardam pelo número com ansiedade, uma vez que há semanas o índice de lavouras em boas/excelentes condições se manteve em 62% e, em seguida, apresentou uma ligeira melhora para apenas 63% na última semana. 

Assim, as condições de clima no Meio-Oeste dos Estados Unidos também seguem no foco dos investidores, já que agosto é o mês mais importante para a cultura no país, período em que é definida e consolidada sua produtividade. Para os próximos dias, entretanto, as previsões indicam chuvas e temperaturas abaixo da média, segundo informações do NOAA, departamento oficial de clima do governo americano. 

Ao mesmo tempo, a ansiedade é grande também para o novo reporte mensal de oferta e demanda que o USDA traz nesta quarta-feira (12) e é unanimidade entre as consultorias privadas, de acordo com as expectativas que foram reportadas nos últimos dias, que a estimativa do departamento para a safra norte-americana de soja seja revisada para baixo, bem como sua produtividade. 

Paralelamente, ainda nesta segunda e na próxima quinta-feira (13) respectivamente, chegam ao mercado os boletins semanais de embarque de grãos e vendas semanais para exportação, indicadores importantes da demanda e que também devem trazer alguma movimentação para as cotações. 

E à espera de todas essas informações, como explicam analistas, os traders e fundos de investimento seguem ajustando suas posições com o objetivo de garantir um bom posicionamento. Afinal, além desses números que indicam os fundamentos do mercado, a movimentação do financeiro também segue sendo observada pelos participantes do mercado. 

Veja como fechou o mercado na última semana

Soja: Mercado nos portos tem semana de mais de 3% de alta e negócios de R$ 82,50

O dólar disparou nesta semana, superou largamente os R$ 3,50, e os preços da soja praticados no Brasil acompanharam o avanço tanto nos portos quanto no interior do país. A moeda norte-americana acumulou alta de mais de 2% na semana e, com um balanço semanal também positivo para as cotações na Bolsa de Chicago, os valores foram os melhores do ano já registrados tanto para a soja disponível quanto para a da safra nova. 

No terminal de Rio Grande, o produto disponível subiu 4,11% desde a última sexta-feira (31) e fechou com R$ 81,00. Ao longo do dia, porém, como relatou o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, alguns negócios chegaram a bater em R$ 82,50 por saca. Para a soja da safra 2015/16, entrega maio do ano que vem, o ganho acumulado na semana foi de 3,86% para R$ 80,80 por saca. Em Paranaguá, as altas foram de 2,60% e 3,04%, respectivamente, para R$ 79,00 e R$ 78,00 por saca.

No interior do país, os ganhos nas principais praças de comercialização pesquisadas junto aos sindicatos e cooperativas apontaram ganhos que variam entre 2,36% e 6,90%. Em Não-Me-Toque/RS, o preço ficou em R$ 67,50 por saca, enquanto Tangará da Serra/MT fechou com R$ 62,00 e São Gabriel do Oeste/MS com R$ 63,00 por saca.

"Tivemos, nesta sexta-feira, os melhores níveis do ano para a soja nos portos, as cotações em reais estão bastante atrativas, o mercado internacional é fortemente comprador, foi uma semana de negócios escassos, mas fechamos uma boa semana", explica Vlamir Brandalizze, consultor de mercado da Brandalizze Consulting.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.