Soja atinge 97% da área estimada já semeada

Foto: Divulgação
Sepé Tiaraju 17 dezembro, 2018 Fonte: Palácio Piratini

Está praticamente encerrada a semeadura da soja no Rio Grande do Sul, chegando a 97% do total da área estimada para esta safra, que é de 5.890.619 hectares. De acordo com o Informativo Conjuntural, da Emater/RS-Ascar, na Região Planalto a cultura já foi totalmente implantada; porém no Sul do estado o plantio está paralisado em razão da falta de umidade no solo, totalizando 85% da área estimada inicialmente. Nesta região há um incremento de área de 7,29% em relação à safra passada e a cultura apresenta boa germinação, emergência e estande de plantas. No geral, as lavouras de soja semeadas no período de final de outubro e início de novembro apresentam stand de plantas irregular nas parcelas.

No Norte do Estado, as áreas replantadas com soja apresentam germinação desuniforme devido à baixa umidade do solo. As sementes que não germinaram estão sadias, necessitando apenas condições ideais de umidade. Uma vez que o período foi seco, a preocupação dos produtores é a falta de umidade do solo, aliado à alta insolação e ao vento seco, que dificultam a germinação dessas lavouras recém-plantadas e a finalização do plantio de soja desta safra.

A cultura do milho está com bom desenvolvimento até o momento e o plantio atinge 93% do total previsto de 738.074 hectares para esta safra no Estado. Deste total, 5% da área está pronta para a colheita, iniciando nos próximos dias, 24% das lavouras estão em enchimento de grãos, 23% em floração e 41% das áreas, em germinação e desenvolvimento vegetativo.

Em todo o estado, o milho está em estádio reprodutivo e com alta demanda hídrica. Entretanto, com a falta de chuva, muitas lavouras em desenvolvimento vegetativo e floração começam a apresentar sintomas de folhas murchas e secas nas pontas, com perspectivas de reduzir a produtividade esperada, caso não volte a chover.

Trigo – A safra do trigo foi concluída no RS, com redução em 17,9% (2.760 kg/ha) na região Norte. Foram realizadas 474 perícias de Proagro nesta região em virtude da quebra de safra pelo excesso de chuvas. Obteve-se produção de trigo com variação de pH entre 72 e 76.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 15 fevereiro, 2019

    Sartori passará a receber pensão vitalícia de ex-governador

    O ex-governador José Ivo Sartori (MDB) receberá, a contar do mês de janeiro, o valor ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 15 fevereiro, 2019

    Polícia prende homem com munições de fuzil em Santo Antônio das Missões

    A Polícia Civil efetuou mandado de busca e apreensão no interior de Santo Antônio das ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 15 fevereiro, 2019

    Visando ao duelo com o Caxias, Colorado faz treino fechado

    Assim como aconteceu na manhã de quinta-feira (14), o técnico Odair Hellman comandou novamente uma ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.