Sicredi anuncia números do Plano Safra 15-16

Sicredi RS/SC libera R$ 5,65 bilhões ao Plano Safra 15/16
Lucas de Campos 14 julho, 2015 Fonte:

O Sicredi RS/SC vai liberar R$ 5,65 bilhões em crédito rural para o Plano Safra 2014/2015 representando 21,51% de crescimento sobre o ciclo anterior com estimativa de realizar mais de 140 mil operações. Desse total, R$ 4,45 bilhões vão para custeio, comercialização e investimento em linhas do Pronaf, do Pronamp, e voltadas aos demais produtores. Os R$ 1,2 bilhões restantes serão direcionados para operações com o BNDES aos mercados gaúcho e catarinense.

O Sicredi continua crescendo de forma sólida no crédito rural, registrando aumento em valores e em número de operações no Plano Safra. Na Safra 2014/2015, o Sicredi RS/SC liberou um total de R$ 4,65 bilhões em crédito e registrou mais de 132 mil em financiamentos. “O Sicredi se posiciona como parceiro de seus associados com a missão de entender suas necessidades e elaborar um plano de investimentos que lhe dê crescimento e desenvolvimento sustentáveis”, pondera o diretor executivo do Sicredi RS/SC, Gerson Seefeld.

Ao todo no Brasil, o Sistema Sicredi vai liberar R$ 9 bilhões em crédito rural para o Plano Safra 2015/2016 projetando atingir 180 mil financiamentos. No ciclo Safra anterior 2014/2015, foram liberados mais de R$ 8,2 bilhões de 160 mil operações, representando 11% de crescimento sobre o ciclo de 2013/2014. 

Agricultura Familiar: foco constante de investimento do Sicredi

Hoje, no Brasil, 72% dos alimentos que chegam as mesas é produzido pela Agricultura Familiar. O segmento é um diferencial estratégico para o crescimento da competitividade do Brasil. No Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a Agricultura Familiar representa para o Sicredi cerca de 71% das operações realizadas e 39% do total dos recursos liberados. “Somos uma das principais instituições financeiras desse segmento no Brasil, e no Rio Grande do Sul, justamente pela nossa identidade e origem com os valores e o entendimento das necessidades da agricultura familiar temos um olhar sempre muito cuidadoso com este segmento, pois é dele que grande parte dos alimentos que estão em nossas mesas depende”, ressalta Seefeld.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.