Sétimo encontro do Conselhão é realizado na CDL

NULL
Lucas de Campos 26 maio, 2015 Fonte:

A Câmara de Dirigentes Lojistas sediou nesta terça-feira, 26, mais uma reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Santo Ângelo (CDES/AS) – o Conselhão. Este foi sétimo encontro do grupo, empossado pelo prefeito Valdir Andres em julho de 2014.O reinício das obras do Aeroporto Regional de Santo Ângelo retornou à pauta de discussões.  Além da paralisação dos trabalhos, foi debatido o leilão da Estação de Rádio do aeroporto, que foi adquirida pelo presidente do Aeroclube de Santo Ângelo, Paulo Dallaporta.De acordo com o presidente da CDL, Wilson Pippi Júnior, o presidente do Aeroclube participou do leilão realizado no Rio de Janeiro (RJ) e fez um movimento para que o Aeroporto de Santo Ângelo não perdesse a Estação de Rádio. Pippi Júnior ressaltou ainda que a Estação de Rádio é fundamental para que o aeroporto volte a ter pousos e decolagens.Já o prefeito de Santo Ângelo, Valdir Andres, afirmou que o Poder Executivo está articulando uma nova agenda, agora com o secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes, para tratar sobre a retomada das obras da pista. Andres destacou ainda que as obras deverão ser reiniciadas já que a conclusão dos trabalhos de remodelação do Aeroporto Regional de Santo Ângelo foi anunciada como uma das 63 prioridades do governo de José Ivo Sartori.

Aprovação do Distrito Industrial é por unanimidade – Ainda durante o encontro, o prefeito de Santo Ângelo, Valdir Andres, apresentou o projeto de implantação de um novo Distrito Industrial no município. Segundo o chefe do Poder Executivo, para desenvolver o município é necessária a implantação de empresas e atrair novos investimentos.  \\\”Nos últimos anos, Santo Ângelo perdeu muitos investimentos para outros municípios. Apesar de possuir uma série de condições para a instalação de empresas, Santo Ângelo não tem estrutura adequada para atrair esses investimentos\\\”, afirmou Andres.Este novo Distrito Industrial será instalado às margens da ERS-344 em uma área de 24,7 hectares. Conforme o prefeito inicialmente o custo para a implantação do Distrito Industrial chegaria a R$ 650 mil (instalação de redes elétrica e de água e arruamento e pavimentação), além dos R$ 830 mil necessários para a aquisição da área, que já foi considerada de utilidade pública.Os recursos para a aquisição da área e implantação do Distrito Industrial devem ser obtidos da venda de terrenos subutilizados ou inservíveis  da Prefeitura de Santo Ângelo.Andres apresentou também o Projeto de Lei (PL) que deverá ser encaminhado à Câmara de Vereadores para apreciação. A proposta prevê a criação de um Fundo Municipal para a Implantação do Distrito Industrial, a exemplo do que já foi feito para a construção do novo Centro Administrativo.O coordenador do Conselhão, o empresário Lauri Muller afirmou que não existe desenvolvimento sem aeroporto, mas também não existe desenvolvimento sem indústrias. \\\”Este assunto é palpitante e fundamental para garantir o desenvolvimento do município”, acrescentou Müller.Por unanimidade, os membros do Conselhão aprovaram a criação do Distrito Industrial.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.