Secretário de Agricultura de Três de Maio é afastado do cargo

NULL
Lucas de Campos 17 junho, 2015 Fonte:

A Prefeitura de Três de Maio afastou o secretário da Agricultura do município, temporariamente, até que as investigações sobre a operação Queijo Compensado sejam concluídas. Valdir Ortiz, constava na lista de despesas da Laticínios Progresso, investigada por irregularidades na produção de queijo. Além dele, também foi afastado do cargo, o fiscal sanitário de Estância Velha Roberto Nardi, que aparece nos documentos do Ministério Público.

O prefeito de Três de Maio Olívio José Casali, nega que o executivo tinha conhecimento sobre a fraude. “A prefeitura não sabia de nada, tanto que só ficamos sabendo quando fomos notificados pelo Ministério Público e, assim que isso aconteceu, imediatamente afastamos o servidor”, explica. 

Casali admite que apenas um funcionário é responsável pela inspeção das empresas de laticínios do município e que elas só acontecem uma vez por mês. “Essas verificações acontecem mais na área sanitária, para verificar a higiene do local, não é possível identificar problemas na qualidade do produto. Por enquanto, o municpio não tem recursos para contratação de mais profissionais\”, ressalta. 

A Prefeitura instaurou um processo disciplinar para apurar os fatos e promete, ainda, exigir que as empresas do município apresentem, mensalmente, a análise de laboratório do leite e do queijo com certificação de qualidade. O secretário de Denvolvimento Econômico e Turismo, Dilson Mireski, assumiu como interino da Agricultura. 

O pagamento ao secretário foi comprovado através de documentos apreendidos nesta terça-feira (16), na sede da empresa, durante a operação. O material apreendido confirma que, em fevereiro de 2014, Ortiz recebeu R$ 1 mil da empresa em questão. A Prefeitura de Estância Velha não quis se manifestar, já que a investigação ao servidor afastado não está ligada ao cargo que cumpria no executivo. 

A Vigilância Sanitária Estadual começou a retirar dos supermercados, nesta quarta-feira, os produtos da marca Progresso. A estimativa é de que em três dias todos os itens tenham sido recolhidos. Os produtos eram vendidos em 72 estabelecimentos de 23 cidades do Vale dos Sinos, Grande Porto Alegre, Vale do Paranhana, Porto Alegre, Caxias do Sul e Litoral.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.