Sartori quer rapidez na análise de parceria público-privada do saneamento

Sepé Tiaraju 24 abril, 2018 Fonte: Palácio Piratini

O governo do Estado deu mais um passo para universalizar o serviço de saneamento básico na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde vivem mais de 1,5 milhão de pessoas. Na manhã desta terça-feira, 24, o presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser, entregou ao governador José Ivo Sartori a minuta do edital de licitação da Parceria Público-Privada (PPP) para execução das obras de esgotamento sanitário em nove municípios: Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão.

“É determinação do governador que a parceria feita com os municípios, que é a minuta do edital entregue aqui, seja trabalhada conjuntamente por todos os envolvidos. Desta maneira, acredito que acelera o processo. Fazer com transparência, com a concretude jurídica necessária, mas rapidamente, porque esta PPP vai beneficiar mais de 1,5 milhão de pessoas e despoluir as águas dos rios Gravataí e dos Sinos”, determinou Sartori.
O investimento será de R$ 1,85 bilhão, sendo R$ 1,61 bilhão aplicado em infraestrutura dos sistemas de esgotamento sanitário em até 11 anos, e o restante, em equipamentos operacionais e no parque de hidrômetros. A meta é universalizar os serviços, atingindo 87,3% da população. As obras e a operação do esgoto sanitário serão executadas com recursos privados durante 35 anos.

A PPP do Saneamento criará 32,5 mil empregos e geração de renda de R$ 9 bilhões. O projeto reduzirá custos com saúde, valorização imobiliária da região e despoluição dos rios dos Sinos e Gravataí, que estão entre os dez mais poluídos do país. O impacto social e econômico para região será em torno de R$ 23 bilhões. “Esgoto tratado reduz custos com saúde, eleva a qualidade de vida na região e promove o bem-estar de toda a sociedade”, enfatizou o governador.

“Sozinho o Estado não consegue atender todas as demandas da população. Precisa agir em parceria. Em parceria com os municípios, com o setor privado e com a sociedade. Com essa PPP, estamos vencendo preconceitos, vencendo tabus e conseguindo modernizar o Estado. Com parceria é possível construir um Estado melhor para todos, e com a agilidade que a sociedade espera. Este é um ato histórico. E mais, com a Corsan 100% pública”, afirmou Sartori.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 15 dezembro, 2018

    MP apura denúncias de seis países diferentes contra João de Deus

    A força-tarefa criada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) apurou denúncias de abuso sexual contra ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 15 dezembro, 2018

    COP25 será realizada no Chile em 2019

    O Chile será o país-sede da Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas, a ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 15 dezembro, 2018

    Fepam inicia divulgação das condições de balneabilidade no estado

    A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) lança, neste sábado (15), o Projeto Balneabilidade 2018-2019. ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.