Santo Ângelo registra mais 27 casos de dengue

NULL
Lucas de Campos 17 abril, 2015 Fonte:

Santo Ângelo, nas Missões, confirmou mais 27 casos de dengue autóctone – quando a transmissão do vírus ocorre dentro da cidade. O total de ocorrências no município subiu para 34, com só três notificações de dengue importada.No fim de março, uma mulher de 41 anos morreu na cidade. Ela se tornou a primeira vítima fatal da doença da história do Rio Grande do Sul. Uma segunda morte suspeita também é investigada em Santo Ângelo.A Secretaria Estadual da Saúde (SES) admite que a situação atual pode ser caracterizada como de surto, o que, em termos epidemiológicos, significa a existência de casos transmissíveis em uma área restrita ou limitada. Em Santo Ângelo, essa zona até o momento está centralizada no bairro Pippi, especialmente nas regiões conhecidas como José de Alcebíades, Piratini, Nova e Aguiar.O quadro é diferente de quando ocorre epidemia, quando os casos se reproduzem além de limites determinados, de acordo com o secretário João Gabbardo. Na região Noroeste, também há surto de dengue em Caibaté e Panambi, que somados já tiveram 116 casos de dengue autóctone.Até terça-feira, sem incluir os 27 casos de Santo Ângelo e mais nove em Porto Alegre (que já soma 30), o RS tinha 237 casos da doença, sendo 171 deles autóctones. O aumento nos registros levou a SES, em parceria com o municípios, a reforçar as ações de combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti. Os trabalhos tiveram início ainda em março.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.