RGE inicia projeto Arborização + Segura em Santo Ângelo

Foto: Cristiano Devicari
Sepé Tiaraju 30 agosto, 2018 Fonte: RGE

O município de Santo Ângelo foi escolhido para receber uma ação da Gerência de Meio Ambiente da Rio Grande Energia (RGE) que embelezará ainda mais a cidade e a deixará menos vulnerável a acidentes elétricos. Com o projeto Arborização + Segura, o município será contemplado com ações de revitalização da arborização urbana. O projeto terá início na terça-feira, 4, com a assinatura do convênio entre a RGE e a Prefeitura de Santo Ângelo. O ato ocorrerá às 14h, no gabinete do prefeito.

O objetivo da iniciativa é promover a revitalização da arborização urbana através do plantio de espécies arbóreas que convivem melhor com a rede elétrica e, aquelas que oferecem riscos à população, serão identificadas por meio de um inventário realizado pela prefeitura e RGE e, posteriormente, serão substituídas por novas árvores de espécies adequadas para crescimento e convívio harmônico com o contexto urbano e rede de energia elétrica, além das redes de água, esgoto, telefonia, calçamentos e iluminação pública.

É o que ressalta o Coordenador de Gestão Ambiental da RGE, Guilherme Donato Pagliarini: “critérios técnicos são seguidos para evitar agressões desnecessárias às árvores. Engenheiros, técnicos e eletricistas da RGE e empresas terceirizadas, recebem informações teóricas e práticas para executar a poda de maneira correta. Os trabalhos são monitorados pelos especialistas em meio ambiente da distribuidora e também acompanhados pela administração municipal”.

O projeto é desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. A RGE é a responsável pela execução da análise técnica das árvores que estejam oferecendo risco à rede e que demandem supressão, atividade que será realizada em conjunto com a secretaria. Como compensação, cabe à distribuidora do Grupo CPFL executar o plantio de espécies arbóreas adequadas à arborização urbana para erradicar os riscos à população e auxiliar na retirada daquelas que estão próximas à rede elétrica – o que começa a ser feito com a ação desta sexta-feira. A compensação sempre será realizada em quantia de árvores superior às que forem suprimidas.

Dependendo do porte da vegetação e ausência de recursos contínuos para manutenção, também existe o risco à integridade da rede de energia elétrica, pois com a incidência de ventos, essa vegetação interfere de forma significativa o fornecimento de energia a população.

A interferência das árvores na rede elétrica principalmente em dias de chuvosos representa dois terços do tempo em que o cliente da RGE fica sem energia elétrica. Cada tipo de árvore em situação de risco será substituída ou compensada, de acordo com critérios previamente estabelecidos entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a RGE.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    RGE trocou 272 postes em Guarani das Missões de janeiro a setembro

    A Rio Grande Energia (RGE) concluiu importantes obras na rede elétrica de Guarani das Missões ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Homem morre eletrocutado em Coronel Bicaco

    Um homem morreu eletrocutado, por volta das 15, de quarta-feira, 12,  em uma rede de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Mulheres realizam manifesto em São Nicolau contra o feminicídio

    Mais de 100 pessoas com cartazes fizeram caminhada contra o feminicídio em São Nicolau. O ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.