Região Noroeste registra aumento na circulação do vírus da Dengue

NULL
Lucas de Campos 7 abril, 2015 Fonte:

O município de Santo Ângelo será sede nesta quarta-feira de um encontro que vai discutir estratégias de combate à dengue.Atividade será realizada junto ao teatro municipal Antônio Sepp, com a participação de 81 municípios representados pelas coordenadorias regionais de saúde de Santa Rosa, Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo.A coordenação será do Secretário Estadual João Gabbardo, com o propósito de alertar e mobilizar a região para ações efetivas de enfrentamento à doença. Junto a 12ª CRS com sede em Santo Ângelo são 92 casos confirmados de dengue autóctone(contraída no município), mais de 280 notificações e uma morte.  Caibaté registra 84 casos de dengue, Mato Queimado 4, Santo Ângelo 2, Cerro Largo e São Miguel das Missões, um caso respectivamente. Santo Ângelo possui o registro de dois casos da doença contraídos de forma autóctone. A primeira é da morte de uma mulher de 41 anos ocorrida dia 22 de março e o outro de um jovem de 18 anos que já está recuperado.A vigilância municipal possui ainda 72 notificações de casos suspeitos e o resultado de seis exames que retornaram do LACEN, que descartaram dengue. Hoje pela manhã o secretário adjunto da saúde estadual, dr. Francisco Zanzan Paz concedeu entrevista no programa Aldeia Global, quando mencionou que 90 municípios gaúchos estão em situação de extrema preocupação devido a dengue. Mencionou que a região noroeste do Estado vive uma ameaça epidêmica, devido ao aumento na circulação do vírus em 40 cidades. A Secretaria Estadual da Saúde pretende mobilizar a sociedade e não somente envolver a questão do atendimento dos agentes de dengue.Francisco Paz que já foi no governo Germano Rigotto, diretor do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, afirmou que o risco é grave nas missões, sendo a intenção das autoridades da saúde evitar a proliferação do surto e a contaminação das pessoas.Conforme o secretário adjunto da saúde, o objetivo das atividades desta quarta-feira em Santo Ângelo será de capacitar às equipes da rede publica de saúde, com o propósito de que possam diagnosticar clinicamente os sintomas da doença.Além disso, Francisco Paz, afirmou que haverá uma ampla explanação sobre a revisão dos protocolos e conduta médica sobre a dengue, afirmando que a orientação é de um diagnostico rápido e a imediata hidratação do paciente.Estará presente no encontro regional o secretário estadual da saúde João Gabbardo, que abre os debates as 9h30min. Na parte da tarde, ele irá realizar uma visita de trabalho em Caibaté, município missioneiro que registra o maior número de casos confirmados e suspeitos de dengue do Estado do Rio Grande do Sul.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.