Quadrilha é presa por porte ilegal de arma e uso de identidade falsa

NULL
Lucas de Campos 17 junho, 2015 Fonte:

O delegado de polícia Rogério Jungs falou hoje ao jornalismo da rádio Sepé sobre a ação realizada no dia de ontem em Santo Ângelo que prendeu quatro pessoas que aplicavam o golpe do chá em vários municípios da região.

        Após ampla repercussão do tema durante os programas jornalísticos da Sepé – Aldeia Global e Rádio Cidade, a Brigada Militar passou a monitorar os suspeitos culminando com a detenção no final da manhã, junto a um acampamento localizado nas imediações dos bairros Cohab e Ditz.

        Alguns dos envolvidos foram presos pela polícia militar na perimetral norte e na ERS-344. Já o flagrante na delegacia de polícia só foi concluído as 20 horas, após o delegado ouvir os suspeitos e também uma das vitimas.

        Conforme Rogério Jungs, os quatro detidos foram presos pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e documento falso. Inclusive um revolver era de uso restrito das forças armadas. A comprovação da identidade falsa foi feita pelo Instituto Geral de Perícias de Santo Ângelo.

        Com relação à comercialização de chás milagrosos, o delegado de polícia disse que dependendo do registro policial de pessoas vitimas do suposto golpe, existe a possibilidade de enquadrar os presos também nos crimes contra a saúde pública e estelionato.

        Das quatro pessoas presas, uma é mulher e os outros homens. Eles são naturais de Palmeira das Missões, Santa Rosa e Santo Ângelo. Segundo o delegado Jungs, está descartada a possibilidade de que sejam silvícolas, ou seja, índios. “Todas as características comprovam que são ciganos”, disse a autoridade policial.

        A mulher presa ontem já está em liberdade. Ela pagou fiança no valor de quatro mil reais e por enquanto irá responder em liberdade. Já os homens foram encaminhados ao presídio regional. Apenas um deles assumiu estar usando identidade falsa. Os outros dois preferiram manter o silêncio, desejando falar somente em juízo.

        O Dr. Rogério Jungs, conclamou para que as pessoas compareçam a polícia para registrar boletim de ocorrência. Ele acredita que boa parte das vitimas caíram no golpe do chá milagroso, por pura ingenuidade. 

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.