Projeto não aprovado “atravessa o samba” na Câmara de Santo Ângelo

NULL
Lucas de Campos 11 fevereiro, 2015 Fonte:

A harmonia do canto é a constatação da perfeita igualdade do canto, da letra e melodia do samba pela totalidade dos componentes de uma Escola de Samba. Caso uma escola “atravesse o samba”, quando uma parte da escola canta uma estrofe do samba e a outra entoa outra estrofe diferente, há perda substancial de pontos porque a harmonia do samba está desfeita.

Em Santo Angelo, Literalmente “atravessou o samba” entre o Legislativo e Liga das Escolas de Samba. Estão cantando estrofes diferentes de um mesmo Samba, com perda de pontos para os vereadores desafinados e nada harmônicos.

A Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, não apreciou na sessão ordinária de ontem o projeto de lei oriundo do Poder Executivo que buscava a regulamentação das condições básicas de proteção da coletividade contra a poluição sonora na cidade.

O motivo de não incluir o projeto para votação é que os vereadores membros da comissão de Constituição e Justiça – Jaqueline Possebom, Vando e Nanaco preferiram manter a matéria na gaveta, justificando a necessidade de uma melhor análise.

Esse entrave criado pelos vereadores acabou frustrando os membros da Liga das Escolas de Samba, assim como os dirigentes de todas as escolas de samba de Santo Ângelo que estavam no plenário para acompanhar a votação.

Hoje pela manhã esteve no programa Aldeia Global o presidente da Liessa, Romaldo Melher, ocasião em que falou sobre a frustração e indignação dos integrantes das escolas de samba que já haviam negociado com os vereadores para que o projeto fosse colocado em votação e aprovado.

Inclusive o vereador Vinicius Makvitz possuía um projeto idêntico tramitando no Legislativo, oportunidade em que optou em retirar o seu, beneficiando o que veio do Poder Executivo. Mesmo com essa articulação, faltou sensibilidade para os membros da comissão de Constituição e Justiça, comentou o presidente da Liessa.

Conforme Romaldo Melher, esses vereadores buscam comprometer a realização do carnaval de rua, pelo único fato de que o Ministério Público está cobrando do Executivo e das escolas de Samba, um regramento sobre o horário de ensaio das mesmas.

O projeto do executivo pretende normatizar a questão da poluição sonora, envolvendo desde as entidades carnavalescas, como também as casas de espetáculos, boates, clubes, teatro, cinema, eventos públicos ou particulares com o uso de equipamentos de sonorização.

Para o presidente da Liessa, o risco agora é das escolas serem multadas pelo Ministério Público caso venham extrapolar o limite das 23 horas, exatamente nesta fase final de ensaios, especialmente nos quesitos de harmonia e bateria.

Romaldo Melher, disse não entender o posicionamento de alguns vereadores, citando que a vereadora Jaqueline, integrante da comissão de Constituição e Justiça, faz discurso de ser favorável as escolas e ao carnaval de rua, porém no momento de auxiliar e trabalhar pelo bem comum, age de forma totalmente contrária.

Independente desse entrave que prejudica a festa popular do carnaval de rua, o presidente da Liga, frisou que o carnaval está garantido para os dias 20 e 21 na Av.Venâncio Aires. Porém ele mandou um recado aos vereadores que não haverá o fornecimento de ingressos cortesia para eles ou seus familiares e amigos.

O carnaval de Santo Angelo 2015 contará com cinco escolas, que vão desfilar nos dia 20 e 21 de fevereiro, na rua Venâncio Aires. No dia 20, duas escolas vão desfilar: Império da Zona Norte, às 22 horas e Grande Pipi, a partir das 23 horas e 40 minutos. Para encerrar a programação do primeiro dia, a banda de pagode To di Boa anima o público.

No dia 21, três escolas vão desfilar: Imperadores do Samba, às 23 horas; zero hora e 30 minutos, Unidos da Zona Sul e as duas horas, Academicos do Improviso. As escolas vencedoras serão conhecidas no domingo, dia 22, a partir das 17 horas.

an s ? = f J ? 14.0pt; line-height:115%’>Independente desse entrave que prejudica a festa popular do carnaval de rua, o presidente da Liga, frisou que o carnaval está garantido para os dias 20 e 21 na Av.Venâncio Aires. Porém ele mandou um recado aos vereadores que não haverá o fornecimento de ingressos cortesia para eles ou seus familiares e amigos.

O carnaval de Santo Angelo 2015 contará com cinco escolas, que vão desfilar nos dia 20 e 21 de fevereiro, na rua Venâncio Aires. No dia 20, duas escolas vão desfilar: Império da Zona Norte, às 22 horas e Grande Pipi, a partir das 23 horas e 40 minutos. Para encerrar a programação do primeiro dia, a banda de pagode To di Boa anima o público.

No dia 21, três escolas vão desfilar: Imperadores do Samba, às 23 horas; zero hora e 30 minutos, Unidos da Zona Sul e as duas horas, Academicos do Improviso. As escolas vencedoras serão conhecidas no domingo, dia 22, a partir das 17 horas. 

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.