Presos dois suspeitos de matar motociclistas em Carazinho

Policiais recuperaram a motocicleta roubada e apreenderam um revólver que teria sido usado no crime
Lucas de Campos 16 janeiro, 2018 Fonte:

A Polícia Civil prendeu na segunda-feira, 15, dois homens apontados como os responsáveis pelo latrocínio de dois motociclistas que faziam uma trilha em Carazinho, no último sábado, 13.

Os suspeitos são jovens de 20 anos e 19 anos e foram capturados em uma casa no Bairro São Lucas. Os policiais recuperaram a motocicleta roubada e apreenderam um revólver que teria sido usado no crime.  Um terceiro homem, que estava no local, foi preso por portar um fuzil, mas, não teria relação com o caso. 

Conforme a delegada Heladia Cazarotto, a dupla planejava roubar uma moto e foi ao Parque Municipal João Alberto Xavier da Cruz por saber que o local é utilizado para trilhas de motocicleta. Por volta das 14h30min, os dois andavam pelo parque quando viram as três vítimas pararem para consertar uma das motos. Foi neste momento em que a abordagem ocorreu. 

Os ladrões teriam feito os três se deitarem, mas um deles conseguiu fugir correndo. Carlos Henrique Hoppen, 22 anos, e Alexandre Cristiano Soder, 28 anos, foram mortos a tiros. A polícia ainda apura as circunstâncias do crime. 

 O sobrevivente reconheceu o rosto de um dos suspeitos.  A polícia já havia recebido denúncias sobre a localização da dupla. Dez casas no bairro foram alvo das buscas que resultaram na prisão dos suspeitos, que foram levados para depor na Delegacia de Polícia de Carazinho.

 O crime gerou comoção na região. Motociclistas, familiares e amigos das vítimas realizaram no domingo, 14, um protesto pedindo justiça após a morte dos trilheiros. A manifestação começou em Carazinho, onde ocorreu o latrocínio e foi até Não-Me-Toque pela RS-142, onde moravam Hoppen e Soder.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.