Presidente da CNM dará entrevista coletiva com detalhes da XVIII Marcha a Brasília, segunda-feira, 25, às 11h

NULL
Lucas de Campos 25 maio, 2015 Fonte:

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, dará   hoje detalhes da XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em entrevista coletiva. O local é o plenário 14 da Câmara dos Deputados. O encontro com os jornalista será às 11 horas.

Ziulkoski vai apresentar os temas dos estudos a serem lançados pela CNM durante a Marcha. Entre eles, o quanto os Estados e Municípios deixaram de arrecadar de royalties de petróleo de 2012 para cá – tempo em que a Lei dos Royalties tem sido questionada no Supremo Tribunal Federal. Esta e outras reivindicações que compõem o documento Propostas Municipalistas vão ser divulgadas.

Na programação, os destaques são para o painel da Reforma Política, com os deputados e senadores integrantes das Comissões Especiais da Câmara e do Senado que discutem o tema.  Pacto Federativo, debate central da XVIII Marcha, será discutido com os presidentes das duas Casas Legislativas, Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Para este momento, em especial, foram convidados os líderes partidários e os relatores das Comissões Especiais voltadas ao Pacto.

Governadores e prefeitos juntos
A Mesa Federativa também será um momento aguardado na Marcha. A CNM convidou não só os gestores municipais, como também os governadores, para debater com o governo federal as dificuldades da administração pública. Os Municípios serão representados pela Diretoria da CNM e pelos presidentes das entidades estaduais.

No painel “A força do Poder Legislativo local no Movimento Municipalista”, Ziulkoski receberá entidades como a Associação Brasileira de Câmaras Municipais (Abracam), União dos Vereadores do Brasil (UVB), União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e presidentes das Assembleias Legislativas dos Estados.
 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.