Prefeito de Porto Mauá diz que 50% da cidade desaparecerá com usina

NULL
Lucas de Campos 5 fevereiro, 2015 Fonte:

O prefeito de Porto Mauá, Guerino Pedro Pisoni , ao conceder entrevista a rádio Sepé, avaliou a questão que envolve os aspectos econômico, social ambiental e cultural resultantes da construção da usina hidrelétrica de Panambí sobre o município e outros que estão localizados às margens do Rio Uruguai.O prefeito disse que metade da população será afetada, sendo preciso a sua retirada. Pisoni calcula que são em torno de três mil e 300 moradores que serão desalojados com a construção da barragem, o que representa em torno de 50% do território do município de Porto Mauá.O prefeito acrescenta que a mobilização precisa ocorrer agora, pois os estudos avançam e num determinado momento acabará sendo concedida a licença prévia do Ibama, o que poderá permitir que a empresa comece a construção da usina. Daí, conforme o prefeito Guerino Pisoni, será tarde demais. 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.