Porto Alegre recebe pela primeira vez o Congresso Internacional do Leite

O evento, organizado pela Embrapa Gado de Leite e pelo Instituto Gaúcho do Leite (IGL), traz especialistas de países como Holanda, Argentina, Colômbia, Uruguai e Brasil que trocarão experiências e abordarão temas centrais no segmento de leite
Lucas de Campos 27 julho, 2015 Fonte:

A cidade de Porto Alegre será a capital do leite nos próximos dias ao receber pela primeira vez o Congresso Internacional do Leite, que ocorre entre os dias 29 e 30 de julho no Centro de Convenções da FIERGS, em Porto Alegre. O evento, organizado pela Embrapa Gado de Leite e pelo Instituto Gaúcho do Leite (IGL), traz especialistas de países como Holanda, Argentina, Colômbia, Uruguai e Brasil que trocarão experiências e abordarão temas centrais no segmento de leite, tais como inovação, sustentabilidade, políticas públicas, gestão e sucessão de propriedade, novas abordagens sobre assistência técnica e extensão rural.

O evento traz à tona diversos assuntos relativos à cadeia produtiva do leite. Os assuntos tratados abordam desde questões sobre a qualidade do produto que chega à mesa dos brasileiros, passando pelo mercado de lácteos no país e no mundo e os benefícios dos lácteos e seus derivados para a saúde do consumidor, entre outros temas. Durante os dois dias de congresso o público poderá trocar experiências sobre um dos produtos de grande demanda no país, como aponta relatório apresentado em janeiro deste ano feito pelo Sistema de Inteligência Setorial do SEBRAE, que apontou crescimento no consumo de leite em 25% entre os anos 2008 e 2014, passando de 142 litros/ano por habitante para 178 litros/ano por habitante.

O debate do setor leiteiro tem extrema importância para o Estado, como explica o presidente do Instituto Gaúcho do Leite (IGL), Gilberto Piccinini. “O Rio Grande do Sul possui 94% dos municípios que contam com algum tipo de atividade leiteira, portanto não seria diferente o estado ser o local perfeito para sediar o Congresso e proporcionar o debate dos mais diversos temas relacionados ao leite entre especialistas, produtores, gestores, estudantes e profissionais da área tanto nacionalmente quanto internacionalmente”, declara. 

O representante do IGL ainda ressalta que muitos dos temas abordados tratam da qualificação do leite, algo fundamental para o desenvolvimento do produto. “Os temas propostos possibilitam um norte para que dentro da cadeia produtiva se busque a excelência, resultando para o consumidor um produto com a maior qualidade possível”, declara.

O congresso, que chega em sua 13ª edição, já passou por estados como Alagoas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro e tem como objetivo discutir a sustentabilidade e a competitividade da atividade leiteira no Brasil.  A programação conta com palestras e atividades paralelas, como o encontro dos Prefeitos dos Municípios Produtores de Leite do Rio Grande do Sul e a Reunião da Câmara Setorial da Cadeia de Leite e Derivados.

No dia 28 de julho ocorrerão eventos paralelos ao congresso, como o Seminário Estadual dos Prefeitos e Secretários Municipais de Agricultura do Rio Grande do Sul, Reunião da Câmara Setorial da Cadeia de Leite e Derivados
 e a palestra de abertura sobre a “Matriz leiteira como viabilização da propriedade rural”.As inscrições, programação completa e mais informações podem ser obtidas no site do evento www.congressoleite.com.br.

O 13º Congresso Internacional do Leite conta com apoio de Balde Branco, Feed & Food, Milkpoint, AFUBRA, SESCOOP, Universidade Federal de Santa Maria, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Famurs, AGL. Conta com patrocínio do SEBRAE, SICREDI, Tetra Pak, OCB, Emater-RS, CNPq, CAPES, Ministério da Educação, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O evento é uma realização da Embrapa em parceria com o Instituto Gaúcho do Leite (IGL).

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.