Plano faz gerenciamento de resíduos do Hospital Santo Ângelo

Sepé Tiaraju 8 dezembro, 2018 Fonte: A Tribuna

A destinação adequada do lixo continua sendo um grande desafio do mundo moderno não apenas em relação à questão ambiental, mas também no que se refere à saúde pública. Outro aspecto importante que engloba esse tema é a questão da sustentabilidade, uma preocupação cada vez mais presente no dia a dia das empresas e na vida das pessoas. No município, o Hospital Santo Ângelo desenvolve um plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, seguindo as normativas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a resolução do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

Os técnicos de segurança do Trabalho do Hospital Santo Ângelo, Marcelo Padilha e André Blum, que fazem parte do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), coordenam o plano de gerenciamento de resíduos juntamente com uma equipe de profissionais de diferentes áreas.

PONTOS DE DESTINAÇÃO

Conforme Padilha, o hospital conta com dois pontos de destinação provisória de resíduos. “Nós trabalhos com o gerenciamento de diferentes tipos de resíduos hospitalares: os resíduos comuns (restos de alimentos), os resíduos hospitalares contaminados (gases, agulhas e outros perfurocortantes); os resíduos recicláveis (papel e plástico); e os resíduos industriais (estopas sujas de óleo e graxa, colchões, óleos e graxas utilizados nas máquinas e equipamentos do hospital).”

GERENCIAMENTO

O técnico de segurança do trabalho, Marcelo  Padilha, explica que o gerenciamento varia de acordo com o tipo de resíduo. “No caso dos resíduos comuns, através de uma parceria com a Prefeitura de Santo Ângelo, a Via Norte faz o recolhimento três vezes por semana. Já em relação aos resíduos recicláveis, a Ecos do Verde vem duas vezes por semana buscar esse material. Para a destinação dos resíduos hospitalares contaminados tem uma empresa contratada de Santa Maria que semanalmente faz o recolhimento e leva esse material para uma base em Passo Fundo. Enquanto o resíduo industrial é transportado por uma outra empresa que dá a destinação correta das estopas sujas de óleo e graxa. Também é feita a separação e o encaminhamento de lâmpadas e pilhas nos estabelecimentos comerciais que nos fornecem esses produtos.”

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL E SEGURANÇA

O técnico de Segurança no Trabalho, André Blum, observa que, além de evitar riscos ao meio ambiente, o gerenciamento adequado de resíduos também é importante para a segurança dos colaboradores. “Os resíduos hospitalares passam por um rigoroso processo de seleção. Separamos agulhas e outros perfurocortantes dos demais materiais e os acondicionamos em embalagens adequadas para evitar acidentes.”

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    RGE trocou 272 postes em Guarani das Missões de janeiro a setembro

    A Rio Grande Energia (RGE) concluiu importantes obras na rede elétrica de Guarani das Missões ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Homem morre eletrocutado em Coronel Bicaco

    Um homem morreu eletrocutado, por volta das 15, de quarta-feira, 12,  em uma rede de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Mulheres realizam manifesto em São Nicolau contra o feminicídio

    Mais de 100 pessoas com cartazes fizeram caminhada contra o feminicídio em São Nicolau. O ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.