Piffero toma posse no Inter e prepara pacotão de reforços

NULL
Lucas de Campos 6 janeiro, 2015 Fonte:

Presidente voltou ao comando do clube após quatro anos e afirmou que espera “duas ou três contratações” até sexta-feira

Com um discurso breve e a promessa de brigar por títulos, Vitorio Piffero tomou posse como presidente do Inter para o biênio 2015/2016. Assume seu terceiro mandato. Aos 61 anos, Piffero recebeu de Giovanni Luigi as chaves do Beira-Rio, na noite desta segunda-feira, no centro de eventos do estádio, diante de uma plateia de 300 colorados — mais o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati.

Não houve anúncio de reforços, mas o novo mandatário antecipou que deverá oficializar até três reforços antes do final de semana — o meia Giorgian de Arrascaeta, o volante Nilton e o lateral-direito Léo. No sábado, o Inter embarcará para a pré-temporada em Bento Gonçalves. O vice de futebol Luiz Fernando Costa não esteve presente à cerimônia, pois estava viajando para definir duas contratações.

— Temos duas ou três contratações que estão sendo fechadas. Conseguiremos apresentar uns três (reforços) antes de subir para a pré-temporada. Três, dos quatro ou cinco que planejamos (contratar) — afirmou Piffero.

Questionado sobre o possível interesse no zagueiro uruguaio Lugano, de 34 anos, Piffero praticamente a descartou, alegando que o Inter necessita contratar atletas mais jovens:

— Nosso time precisa melhorar a média de idade. Os grandes times têm média de 27, 28 anos.

Além de Vitorio Piffero, tomaram posse também o 1º vice-presidente e vice de Finanças, Pedro Affatato, o 2º vice-presidente e vice de Marketing e Comunicação, Luiz Henrique Nuñez, Luiz Fernando Costa, vice de futebol, Alexandre Limeira, vice de Administração, Marcelo Castro, vice Jurídico, Emídio Ferreira, vice de Patrimônio, Sandro Farias e Mario Sergio Martins da Silva, vices de Controladoria e Transparência, Alexandre Ribeiro, vice de Comunicação Social, e Luiz Antônio Lopes, secretário geral.

Ao passar a presidência para Piffero, Luigi pediu a pacificação do clube, a fim de se evitar “o auto-flagelo de brigas internas no futuro”.

— Temos o maior número de sócios, estamos na Libertadores, no nosso estádio, mas tenho uma preocupação maior: a pacificação do clube. E estarei sempre pronto para ajudar na busca do diálogo e da pacificação — declarou o ex-presidente Giovanni Luigi.

Em seu discurso, Vitorio Piffero corroborou Luigi, convocou a oposição a participar da nova gestão e desejou dois anos felizes aos colorados:

— Concordo com o presidente Luigi e quero fazer um convite, a vencedores e vencidos da última eleição: venham participar da gestão. O clube é nosso, é dos nossos torcedores. Quando entreguei o clube para o presidente Luigi, em 2011, entreguei na Libertadores. Agora, recebo na Libertadores, é justo. Será uma gestão de muito trabalho e que fará o Inter continuar crescendo ao longo dos anos. Tem que ser uma gestão feliz, para que todos, direção, jogadores, funcionários e torcedores, fiquem contentes.

Fonte: ZH

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.