PGR denuncia deputado Jair Bolsonaro ao Supremo por crime de racismo

Jair Bolsonaro foi denunciado por uso de expressões discriminatórias contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e homossexuais em palestra há um ano em São Paulo Arquivo//Agência Brasil
Sepé Tiaraju 14 abril, 2018 Fonte: Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou na sexta-feira, 13, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime de racismo.

Além da condenação, a procuradoria pede que o deputado seja obrigado a pagar R$ 400 mil por danos morais coletivos.

De acordo com a denúncia, durante uma palestra no Clube Hebraica, em abril do ano passado, Bolsonaro usou expressões discriminatórias contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e homossexuais.

O filho de Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi denunciado, mas pela suposta agressão a uma jornalista.

No entanto, a PGR ofereceu a este parlamentar proposta de transação penal, na qual ele se comprometeria a indenizar a vítima em 40 salários mínimos e a pagar pensão mensal a uma entidade de combate à violência doméstica, além de prestar serviços à comunidade.

.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018

    Datafolha: Bolsonaro, 28%; Haddad, 16%; Ciro, 13%

    O candidato do PSL Jair Bolsonaro aparece em primeiro em pesquisa do Datafolha para a ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 setembro, 2018

    Supremo absolve Renan Calheiros

    Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (18) absolver o ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 18 setembro, 2018

    TSE define urna eletrônica e confirma 13 candidatos à Presidência

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fechou hoje (17) o sistema de registro de candidaturas à presidência da ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.