Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Sepé Tiaraju 14 julho, 2018 Fonte: Agência Brasil

Após investida dos Estados Unidos para mudar uma resolução da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre defesa e promoção do aleitamento materno, pediatras e entidades brasileiras criticaram a ação dos norte-americanos e sugerem posicionamento do Brasil nos fóruns internacionais em defesa da amamentação.

Na última terça-feira (10), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota pública criticando a posição da delegação dos Estados Unidos na reunião de maio da OMS, em Genebra, na Suíça.

O 1º vice-presidente da SBP, Clóvis Constantino, propôs reuniões entre representantes da entidade e especialistas com representantes dos ministérios da Saúde, das Relações Exteriores e do Trabalho para formular propostas que possam ser apresentadas pelo governo brasileiro nos fóruns internacionais.

“Cidadãos saudáveis significa segurança de uma nação. A gente entende que a cidadania saudável começa no início da vida e o aleitamento materno faz parte dessa saúde”, disse.

Na promoção do aleitamento materno no país, o médico defende a licença-maternidade de seis meses para trabalhadoras públicas e do setor privado, aumento no número de locais de amamentação e a ampliação da licença-paternidade.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 14 dezembro, 2018

    Nilson Nobre Bueno relata os 32 anos acompanhando os atendimentos de João de Deus

    Em entrevista ao programa Aldeia Global, o coronel da reserva da Brigada Militar, Nilson Nobre ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 dezembro, 2018

    Supermercados terão horário especial de atendimento de Natal e Ano Novo

    O Sindigêneros e o Sindicatos dos Comerciários fecharam acordo que deifniu horário especial de atendimento ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 dezembro, 2018

    Advogado de João de Deus pede que pedido de prisão não seja concedido

    O advogado de João de Deus, Alberto Zacharias Toron, apresentou à Justiça um pedido para que ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.