Pediatras brasileiros alertam para surto de poliomielite na Venezuela

Arquivo/Agência Brasil
Sepé Tiaraju 14 junho, 2018 Fonte: Agência Brasil

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota pública alertando para a necessidade de atenção redobrada diante da detecção de um surto de poliomielite na Venezuela.

No documento, a entidade orienta pediatras a estarem atentos a possíveis casos de paralisia flácida aguda e adequada investigação. A preocupação, segundo a SBP, se deve ao aumento do fluxo de imigrantes pelas fronteiras brasileiras, em especial nos estados do Norte.

Os pediatras defendem ainda o reforço da manutenção de elevadas e homogêneas coberturas vacinais contra a poliomielite no Brasil – acima de 95% – até que a erradicação global seja alcançada.

Casos

Na última quinta-feira (7), a Sociedade Venezuelana de Saúde Pública informou a notificação de casos de paralisia flácida aguda no estado de Delta Amacuro, na comunidade La Playita del Volcán, Parroquia Juan Millán, município Tucupita, cujos habitantes pertencem à etnia indígena Warao.

O primeiro registro foi em uma criança de 2 anos e 10 meses, sem indicativo de vacinação prévia. Após a confirmação, a vigilância epidemiológica encontrou novas ocorrências desse tipo de paralisia, de recente aparição, também em crianças, em uma comunidade vizinha, que continuam sob investigação.

Doença

De acordo com o Ministério da Saúde, a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida de início súbito.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, pela via fecal-oral (mais frequente); por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores; ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções (ao falar, tossir ou espirrar).

Não existe tratamento específico – todas as vítimas de contágio devem ser hospitalizadas.

A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite. Todas as crianças menores de 5 anos de idade devem ser imunizadas conforme esquema de rotina e em campanha nacional.

No Brasil, não há circulação de poliovírus selvagem desde 1990.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 maio, 2019

    Ninguém acerta as seis dezenas da Mega-Sena e prêmio vai a R$ 12 milhões

    Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.152 realizado na noite deste sábado (18) em ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 maio, 2019

    Governo aprova programas de desligamento de empregados de 7 estatais

    Sete empresas estatais federais tiveram as propostas de programas de desligamento voluntário (PDV) aprovadas pelo ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 16 maio, 2019

    Aposta do Rio Grande do Sul divide o prêmio máximo da Quina

    Uma aposta de Alegrete, na Fronteira Oeste, acertou os cinco números do concurso 4.975 da ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.