Osmar Terra concede entrevista à Rádio Sepé

Osmar terra - Foto: IstoÉ
jornalismo 6 fevereiro, 2018 Fonte: Jornalismo Rádio Sepé

Nesta segunda-feira, 5, o gaúcho de Porto Alegre e atual ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra concedeu entrevista exclusiva ao apresentador do Programa Aldeia Global, da Rádio Sepé Tiaraju, Paulo Renato Ziembowicz. Terra explanou sobre os principais projetos que estão sendo desenvolvidos no Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS).

Terra destacou as adequações que estão sendo feitas no Programa Bolsa Família e a implantação dos programas Progredir e Criança Feliz, que é semelhante ao Primeira Infância Melhor (PIM), instituído no Rio Grande do Sul quando Terra era secretário de Saúde.

De acordo com Terra, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário trabalha com a transferência de renda para reduzir a pobreza, mas isso acabou não sendo verificado ao longo dos anos. “Em 2005, o Bolsa Família tinha cinco milhões de beneficiados, mas ao contrário do que prometia o programa, que era a redução da pobreza, a iniciativa aumentou o número de famílias beneficiadas para 15 milhões, em 2015”.

Terra explicou que agora o MDS está trabalhando com programas que garantam o desenvolvimento humano, na capacitação dos cidadãos e nas competências humanas, para que as pessoas possam ter renda e saiam da condição de pobreza.

Uma destas ações, segundo Terra, é o Programa Progredir que busca gerar emprego e renda e promover a autonomia das pessoas inscritas no Cadastro Único e dos beneficiários do Bolsa Família, através de parcerias com empresas (garantindo a criação de vagas de emprego), cursos de qualificação e do microcrédito, (para que essas pessoas possam empreender).

Já o Programa Criança Feliz é uma ferramenta que busca o desenvolvimento integral de crianças. Através de visitas domiciliares às famílias participantes do Programa Bolsa Família, as equipes do Criança Feliz fazem o acompanhamento e prestam orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.

Terra ressaltou que, atualmente, 2.573 municípios brasileiros já implantaram o Criança Feliz e o programa já atende mais de 200 mil pessoas.

A iniciativa prioriza gestantes e crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Gestantes e crianças de até 6 anos em serviço de acolhimento, afastadas do convívio familiar por medidas protetivas, também recebem as visitas. Com ações nas áreas de Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça e Cultura, o programa orienta as famílias sobre a melhor maneira de estimular o desenvolvimento dos filhos.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Campanha de vacinação contra sarampo e pólio ainda tem baixa cobertura

    Depois de quase dez dias do início da campanha de vacinação, 84% das crianças ainda ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Mujica renuncia ao cargo de senador

    O ex-presidente do Uruguai José Mujica, de 83 anos, renunciou nesta terça-feira (14), mediante uma ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Mais de R$ 6 bilhões de lucro do FGTS serão rateados com trabalhadores

    Os investimentos feitos com recursos do FGTS resultaram em um lucro de R$ 12,46 bilhões ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.