Ônibus estava sem registro e empresa só tinha permissão para 31 passageiros

NULL
Lucas de Campos 16 março, 2015 Fonte:

A empresa Costa & Mar Turismo, responsável pelo transporte de pelo menos 59 passageiros que se acidentaram na SC-418, no sábado, 14 de março, provocando 51 mortes até a manhã desta segunda-feira, dia 16, teria cometido diversas irregularidades, desde a escolha da rota até o veículo escolhido para a viagem.

As informações são da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná (Seil) e do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), que regula o transporte naquele Estado.

Em nota, a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) comunicou que a empresa não tinha autorização do órgão federal para a realização da viagem. A secretaria de Segurança Pública do Paraná está investigando o caso.

Segundo o pedido de fretamento turístico pedido pela Costa & Mar Turismo ao DER no último dia 13 de março, o veículo utilizado seria um modelo diferente do que despencou na ribanceira na Serra Dona Francisca, em Joinville, este de modelo Scania K-112. Além disso, apenas 31 passageiros deveriam ser transportados. Até o momento, órgãos de segurança já contabilizaram pelo menos 59 passageiros no veículo.

Confira a nota da assessoria de imprensa da Seil:

“A autorização era para o ônibus Volvo de placa LZV-7929, que tem cadastro no DER, com capacidade de 33 passageiros. No entanto, a empresa usou outro veículo, que não tem cadastro no DER.

Além disso, a autorização da empresa seria para trafegar apenas pelo Estado do Paraná. Portanto, a rota passando por Santa Catarina também estaria irregular. Pelo Google Maps é possível fazer os dois trajetos da viagem entre os municípios paranaenses União da Vitória e Guaratuba. O que passa por Santa Catarina teria um pouco mais de 310 quilômetros, cerca de 30 quilômetros a menos do que o percurso mais curto utilizando apenas vias no Paraná.

Por se tratar de uma viagem com origem (União da Vitória) e destino (Guaratuba) no mesmo Estado, a ANTT informou que não seria preciso uma autorização do órgão federal para permitir o traslado.

A assessoria de imprensa do Departamento de Transportes e Terminais de Santa Catarina (Deter-SC) informou que nem o ônibus envolvido no acidente nem o que tinha registro no DER possuem permissão para transportar turistas em estradas catarinenses.”

Fonte: Portelaonline

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.