Número 190 será o único de emergência para segurança no Rio Grande do Sul

Alina Souza
Sepé Tiaraju 21 dezembro, 2018 Fonte: Alina Souza
O  conhecido número telefônico 190 será o único de emergência para atendimento da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil. O decreto de unificação dos serviços das três instituições foi assinado, entre outras medidas para a segurança pública, na manhã desta quinta-feira pelo governador José Ivo Sartori durante solenidade no Palácio Piratini, em Porto Alegre.
Um dos eixos estratégicos do Sistema de Segurança Integrada com Municípios (SIM/RS), o processo de implantação do 190 como telefone único será realizado em etapas. Os outros dois números de emergência conhecidos pela população — 193 e 197 — serão mantidos em uma primeira fase, mas serão recebidos em uma mesma central. A adoção do número único, pioneira no país, ocorrerá em um segundo momento.
O secretário Cezar Schirmer espera que futuramente faça parte o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que atende atualmente pelo 192. “Aqui no RS temos dezenas de números para diferentes tipos de emergência o que obviamente é uma confusão e tem custos adicionais”, observou. “Queremos o SAMU”, enfatizou.
Outro decreto assinado cria 31 Centros Integrados de Operações e Emergências (CIOPEs) que serão responsáveis pelo atendimento de ocorrências urgentes ou emergenciais, além de videomonitoramento, sendo interligados com o Departamento de Comando e Controle Integrado da Secretaria da Segurança Pública (SSP).
Os CIOPEs serão instalados nos municípios de Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Charqueadas, Cruz Alta, Erechim, Frederico Westphalen, Gramado, Guaíba, Lajeado, Montenegro, Novo Hamburgo, Osório, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Sant’Ana do Livramento, Santo Ângelo, Santiago, São Luiz Gonzaga, Soledade, Uruguaiana, Vacaria. Cezar Schirmer recordou que mais de 140 prefeituras já engajaram-se no cercamento eletrônico. “Temos que ter mais câmeras. No RS não tem que 3 mil”, defendeu.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 janeiro, 2019

    Incêndio destroi prédio do antigo Hotel Brasil

    Um incêndio de grandes proporções destruiu o prédio do antigo Hotel Brasil, na rua Marechal ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 janeiro, 2019

    Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas

    As autoridades mexicanas confirmaram que já chega a 66 o número de pessoas mortas na explosão de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 janeiro, 2019

    OMS lista as 10 principais ameaças para a saúde em 2019

    Surtos de doenças preveníveis por vacinação, altas taxas de obesidade infantil e sedentarismo, além de ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.