Novo adesivo mede glicose sem necessidade do uso de agulhas

A medição regular do nível de glicose é importante para quem sofre de diabetesArquivo/Agência Brasil
Sepé Tiaraju 9 abril, 2018 Fonte: Agência Brasil

Um estudo publicado nesta segunda-feira (9) pela revista Nature Nanotechnology detalha um  novo adesivo que serve para medir o nível de glicose através da pele, o que pode fazer com que milhões de diabéticos não precisem usar agulhas para fazer as medições periódicas. A informação é da EFE.

O adesivo extrai a glicose do fluido entre as células epiteliais através dos folículos pilosos, aos quais tem acesso individualmente graças a sensores em miniatura que usam uma pequena corrente elétrica e recolhem a glicose em pequenos reservatórios para medi-la.

As leituras do nível da substância podem ser feitas a cada 10 ou 15 minutos ao longo de várias horas, segundo o estudo da Universidade de Bath, no Reino Unido.

Graças a um conjunto de sensores e reservatórios, o adesivo não precisa ser calibrado com uma mostra de sangue, o que torna desnecessária a perfuração dos dedos, comum no processo de medição de glicose.

A equipe criadora do adesivo espera que este possa se tornar um dispositivo de baixo custo que envie de maneira regular medições relevantes do nível de glicose a smartphones e relógios smart do usuário e alerte se é necessário tomar alguma medida.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018

    Doenças por falta de saneamento geram custo de R$ 100 milhões ao SUS

    As internações hospitalares de pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS), em todo o país, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018

    Ipea confirma tendência ao desalento no mercado de trabalho

    As mulheres, parte da população da Região Nordeste, pessoas com baixa escolaridade, jovens adultos (de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 setembro, 2018

    Suspeitas sobre as urnas são “descoladas da realidade”, diz Rosa Weber

    A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, afirmou que acusações de falta de segurança ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.