Novelletto diz que dirigentes são “mal-agradecidos” e revela dívida de clubes do Gauchão

NULL
Lucas de Campos 1 abril, 2015 Fonte:

O Presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto concedeu entrevista ao jornalista Hiltor Momnach, do jornal Correio do Povo e fez um verdadeiro desabafo quanto algumas questões do nosso certame. O mandatário começou avisando que a partir de 2016 cobrará taxas que hoje os clubes não pagam, como os 10% dos contratos com a televisão. 

O presidente ainda disse que alguns clubes estão devendo a FGF e citou como exemplo três agremiações. Segundo Novelletto, o Brasil de Pelotas deve 100 mil pelo não pagamento de 10¢ do lucro líquido dos borderôs.

“A FGF cobra 10% sobre o lucro líquido dos jogos porque é isto que foi aprovado pelos clubes.
O Ypiranga, que se queixou, pagou R$ 30.154,75. Reduzimos a taxa do jogo contra o Grêmio para 5%. O Juventude, que também se manifestou, não pagou um borderô. Deve R$ 52.701,73.
E o Brasil de Pelotas? Queixou-se dos 10% e não pagou nenhum borderô. Deve R$ 103.965,00”, revelou o mandatário.

Parece que o presidente máximo do futebol gaúcho cansou de ouvir críticas todos os dias. Ele ainda citou ao colunista que “os dirigentes do interior são mal-agradecidos e que tudo é sempre culpa da Federação, do Novelletto”, contou ao jornal.

De acordo com dirigente, os clubes antes não pagavam quase nada de taxas por temporada.

“A verdade é que eles (clubes do Interior) criaram esta situação. Sabe quanto os clubes pagavam em anos anteriores? Quase nada. A FGF cobrava um pacote que era uma miséria, R$ 20 mil por temporada. A cada coluna tua (este colunista) dando conta de que havia mais público nos estádios do que o registrado no borderô, o Ministério Público apertava o certo. Decidi cobrar tudo. Não sou fiscal do INSS para verificar o público nos estádios”, justificou.

Ainda segundo Novelletto, os clubes do interior não suportam grandes folhas e citou o Xavante. Segundo ele, a folha do rubro negro pelotense é de 450 mil. Ao final do depoimento ao colunista Mombach, o presidente da FGF fez dois questionamentos:

– Como eles (clubes do Interior) acham que a Federação Gaúcha de Futebol paga o seu custo que é de R$ 300 mil por mês?
– Como eles acham que a FGF dá bolas de graça para todas as divisões do futebol gaúcho, menos para a principal?”

Com Informações de Hilton Mombach/Correio do Povo

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.