Normalização do abastecimento de gás pode levar até duas semanas

Foto: Agência Brasil
Sepé Tiaraju 2 junho, 2018 Fonte: G1

A normalização do abastecimento de gás em todo o Rio Grande do Sul deve demorar ainda duas semanas. A estimativa foi feita pelo presidente do sindicato que representa as empresas de comércio, revenda e distribuição de gás.

A greve dos caminhoneiros durou 11 dias em todo o país, afetando servios como o abastecimento de combustíveis, alimentos, transporte, entre outros. O abastecimento de gás foi impactado de forma mais crítica nas regiões Sul, da Serra e da Fronteira Oeste.

Segundo ele, as distribuidoras estão todas localizadas na Região Metropolitana de Porto Alegre, principalmente em Canoas, o que faz com que o abastecimento de cidades mais distantes, ou em localidades mais afastadas, seja o mais afetado nesta retomada dos serviços.

“Umas duas semanas ou meados do mês junho vamos ter uma situação de tudo normal”, disse Tonet. Segundo ele o estoque médio dos revendedores é de três a quatro dias, o que fez com que ficassem zerados por conta da paralisação.

Um dos fatores que afeta a velocidade do reabastecimento é a necessidade de retorno dos botijões para sejam recarregados na Região Metropolitana de Porto Alegre, além do limite máximo de produção, que ficou cinco dias paralisada durante a greve.

“A gente estima que mais de 300 mil botijões deixaram de girar, quantidade que deixou de se produzida”, afirma Tonet, estimando que R$ 23,5 milhões deixaram de ser faturados pelas empresas. “Isso compromete capital de giro, cria problemas para as revendas, boletos deixaram de ser pagos, vai ter um impacto na cadeia produtiva”, completa.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Bebianno diz que vai dar satisfações no momento certo

    O ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, disse no sábado que "quando acabar" sua participação no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Incêndio atinge Hospital Fêmina, em Porto Alegre

    Um incêndio atingiu na tarde deste sábado o Hospital Fêmina (HF), na avenida Mostardeiro, no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Comissões do Senado reiniciam atividades sob novos comandos

    Depois de uma semana de articulações dos líderes dos partidos políticos com o presidente do ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.