MP quer impedir retorno de três líderes de facção criminosa para o RS

Sepé Tiaraju 1 agosto, 2018 Fonte: Correio do Povo

O retorno de três criminosos ao Rio Grande do Sul poderá ser barrado pelo Ministério Público do Estado. Eles hoje estão recolhidos na Penitenciária Federal de Mossoró, Rio Grande do Norte. O MP vai acionar o Ministério Público Federal e busca a reversão da decisão da Justiça Federal do RN.

O Ministério Público reitera a necessidade da manutenção desses líderes de facções em penitenciárias federais de alta segurança. Em um contexto de 27 presos que foram transferidos durante a Operação Pulso Firme, o MP considera natural que em alguns casos haja divergência e irá buscar todas as medidas jurídicas cabíveis para reverter a decisão da Justiça Federal de Mossoró.

Os três detentos gaúchos que estão na Penitenciária Federal de Mossoró são conhecidos por envolvimento com facções. Um deles é Fábio do Gás, de 39 anos, que comanda o tráfico de drogas em Rio Grande – ligado à facção Os Manos. O segundo criminoso é Camarão, de 40, um dos líderes da quadrilha dos Tauras que é aliada da facção Os Manos. Ele tem envolvimento, inclusive, no assassinato de um policial civil em Cachoeira do Sul em 2011. Já o terceiro é Tiago Pasteleiro, de 32, também uma das lideranças da quadrilha dos Tauras. Ele arquitetou um plano de fuga em agosto de 2017 do Presídio Regional de Pelotas.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 17 dezembro, 2018

    Empossada nova diretoria da Senasa

    Em meio às comemorações do Dia do Engenheiro (11/12) e Dia do Arquiteto (15/12), Santo Ângelo ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 dezembro, 2018

    Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus

    A defesa do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, de 76 anos, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 dezembro, 2018

    Delegado regional esclarece detalhes sobre a morte de Deisi Roratto

    Em entrevista ao programa Aldeia Global, da Rádio Sepé Tiaraju, nesta segunda-feira, 17,o delegado regional, ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.