Ministério da Saúde lança campanha para doação de leite materno

BQualquer quantidade doada aos bancos de leite é válida- Valter Campanato/Agência Brasil
Sepé Tiaraju 20 maio, 2018 Fonte: Agência Brasil

O Ministério da Saúde, em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano e o Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano, lançou hoje (18), em São Paulo, a campanha nacional Doe Leite Materno, Ajude quem Espera por Você.

O objetivo é incentivar mães que amamentam a serem doadoras, ajudando a ampliar o volume de leite humano coletado e distribuído a recém-nascidos prematuros e de baixo peso. Com o leite materno, o bebê fica protegido de infecções e diarreias, além de se desenvolver melhor, diminuindo o tempo de internação.

A iniciativa celebra o Dia Mundial de Doação de Leite Humano, a ser comemorado neste sábado (19). A madrinha da campanha é a atriz Sheron Menezzes.

“Estaremos com a campanha na mídia até o mês que vem, mas essa é uma campanha para durar o ano inteiro e até mais. As crianças nascem, as mães amamentam, e é muito provável que, no início, haja uma sobra de leite. A mãe pode ter muito mais leite do que o filho precisa. Estamos trabalhando com essa visão, a de compartilhar e salvar vidas. Temos cerca de 330 mil crianças que nascem prematuramente no brasil, por ano, e com necessidade de leite e a mãe, às vezes, ainda não tem leite para amamentar”, disse o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

“Temos que ampliar isso [a doação de leite materno], porque salva vidas, protege os recém-nascidos e, principalmente, os que nascem prematuramente”, ressaltou Occhi, no lançamento do programa.

Segundo o ministro, qualquer quantidade doada aos bancos de leite é válida. “Qualquer miligrama é importante. Se vocês entrarem no site do Ministério da Saúde, vão encontrar os locais de coleta em todo o Brasil. Qualquer mulher que esteja amamentando pode tirar seu leite em um frasco e levá-lo para doar. Guarde na geladeira ou no freezer e leve para o local de coleta, que isso será muito bem-vindo”, disse o ministro. Dependendo do tamanho do bebê prematuro, 1 ml de leite humano pode ser suficiente para nutri-lo.

O leite materno coletado nos bancos passa por controle de qualidade antes de ser distribuído, de acordo com o Ministério da Saúde.

Entre os anos de 2009 e 2017, o Banco de Leite Humano do Brasil já beneficiou dois milhões de recém-nascidos. No ano passado, o volume coletado em todo o país atingiu 212 mil litros, beneficiando 198 mil bebês prematuros. Apesar disso, o número de doações no país ainda é baixo em relação à demanda, atingindo, aproximadamente, 60% do público a que se destina.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018

    Doenças por falta de saneamento geram custo de R$ 100 milhões ao SUS

    As internações hospitalares de pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS), em todo o país, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018

    Ipea confirma tendência ao desalento no mercado de trabalho

    As mulheres, parte da população da Região Nordeste, pessoas com baixa escolaridade, jovens adultos (de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 setembro, 2018

    Suspeitas sobre as urnas são “descoladas da realidade”, diz Rosa Weber

    A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, afirmou que acusações de falta de segurança ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.