Mercado do milho fecha com mais de 2% de alta em Chicago

Sepé Tiaraju 1 outubro, 2018 Fonte: Notícias Agrícolas

Os preços do milho negociados na Bolsa de Chicago fecharam o dia com altas de mais de 2% na sessão desta segunda-feira (1). O mercado encontrou suporte em uma combinação de notícias com boas novas chegando sobre o bloco econômico Nafta e de preocupações com o clima no Corn Belt enquanto a colheita se desenvolve nos EUA.

Assim, os principais vencimentos subiram entre 9 e 9,75 pontos – ou de 2,36% a 2,67% – com o dezembro/18 em US$ 3,65 e o março/19 sendo cotado a US$ 3,77.

A semana começou com a informação que EUA, Canadá e México assinaram, neste domingo (30), um acordo que mantém a zona de livre comércio do Nafta, um acordo comercial de mais de 25 anos entre os três países a a notícia foi bem recebida pelos traders. O México, afinal, é o maior comprador de milho dos Estados Unidos.

“A confirmação de acordos comerciais talhados para o antigo bloco econômico NAFTA disparou um movimento positivo no Mercado. Agora, chamado de “O Acordo EUA-México-Canadá” (USMCA: US-Mexico-Canada Agreement), prevê uma melhora nas relações de livre-mercado, principalmente para as commodities agrícolas com foco nos laticínios”, explicaram os analistas da AgResource Mercosul (ARC).

Ademais, o excesso de chuvas no Corn Belt vem prejudicando o desenvolvimento da colheita e esse também foi fator positivo para as cotações nesta segunda-feira.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 15 fevereiro, 2019

    Governo torna mais ágil autorização para importação de alimentos

    O governo federal tornou mais ágil o processo de autorização para importação de alimentos de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 15 fevereiro, 2019

    Faturamento das cooperativas agropecuárias cresce 25% no RS

    A valorização das commodities agrícolas no mercado internacional ajudou as cooperativas agropecuárias do Rio Grande ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 fevereiro, 2019

    Anvisa proíbe venda de lotes de frango da Perdigão

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda e a distribuição, em todo ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.