Medicina: “Vamos sim entrar com recurso e, se mesmo assim não ganharmos, nós cairemos de pé”

Com esta declaração, o Reitor da UNIJUÍ anunciou na tarde de hoje que a Universidade irá recorrer da decisão do Ministério da Educação, sobre a implantação do curso de Medicina em Ijuí.
Lucas de Campos 13 julho, 2015 Fonte:

O anúncio foi feito ao final da tarde, no encerramento da audiência pública do Senado Federal, coordenada pela senadora Ana Amélia Lemos, no Salão de Atos do Câmpus Ijuí. O Reitor falou da trajetória da Universidade, enquanto instituição comunitária comprometida há 58 anos com o desenvolvimento da região, e foi aplaudido diversas vezes pelas cerca de 600 pessoas que acompanharam o evento em Ijuí. Na plateia, prefeitos, secretários e representantes de vários órgãos de governo estadual e federal, que se mostraram indignados com a decisão desfavorável à UNIJUÍ.

“O trabalho que a UNIJUÍ fez para a vinda do curso de Medicina ninguém tira mais. É em função do trabalho da UNIJUÍ que nós conseguimos ter profissionais, que nós conseguimos ter hospitais, que conseguimos ter uma estrutura de saúde que viabilizou que a região oeste do Rio Grande do Sul tivesse em Ijuí um curso de Medicina. Isso é uma contribuição já dada e que ninguém mais irá retirar. A UNIJUÍ não passou 58 anos deitada em berço esplêndido. Nós nos constituímos não a partir de situações confortáveis, mas a partir de desafios. Durante a tarde eu recebi os motivos da Unijuí não ser a primeira colocada na oferta do curso de Medicina. Não ficamos em segundo lugar no projeto do curso, não ficamos em segundo lugar nas nossas estruturas, no nosso plano de trabalho, nisso nós fomos muito bem avaliados. E não fomos desclassificados pela nossa capacidade econômica. Fomos desclassificados porque a capacidade econômica do nosso oponente era maior do que a nossa. Isso é um absurdo, isso é jogar no lixo um projeto de sociedade que busca, a partir de sua comunidade, gerar um projeto de desenvolvimento. O MEC considerou a nossa capacidade econômica adequada, mas considerou a do nosso oponente superior. Nós não vamos desistir. Vamos continuar, vamos sim entrar com recurso e se mesmo assim não ganharmos, nós cairemos de pé. Eu lamento, e é responsabilidade de todos, da classe política, de todos nós, permitir que, tendo superado todos os critérios de qualidade e capacidade que sejamos sobrepostos por um diferencial de capacidade econômica obtido em captações na bolsa de valores. Se é isso que esse governo, que esse país deseja pra sociedade, a UNIJUÍ vai continuar trabalhando e vai participar da implementação desse projeto.”

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.