Marido é preso como suspeito da morte de empresária

NULL
Lucas de Campos 11 novembro, 2015 Fonte:

O Marido de Sônia Khaled, Hussein Kasssem Khaled foi preso cmo suspeito da morte da esposa. A prisão ocorreu com o trabalho das Polícias Civis e Brigada Militar de São Borja e Itaqui. Após a tragédia ocorrida na sexta-feira, 6, em que a empresária Sônia Hussein Khaled foi brutalmente assassinada, a Polícia Civil e a Brigada Militar capturou os supostos envolvidos.

Após alguns dias de investigações, quatro pessoas foram presas na noite de ontem acusados de ser os mandantes e participantes do crime que chocou a cidade de São Borja.

Sônia Khaled havia sido supostamente assaltada em sua residência e levada pelos assaltantes até a rua Tristão de Araújo Nóbrega, em um ponto sem movimentação e sem residências. Na ocasião, de acordo com informações do marido, ele chegava em casa, por volta das 21hs, momento que foi abordado por dois assaltantes que estariam encapuzados e armados. Os assaltantes entraram na residência e trancaram o empresário no banheiro, posteriormente, com o acompanhamento da empresária, foram até o cofre onde estava um dinheiro e ainda a levaram para o local em que foi cometido o crime.

Sônia foi encontrada mais tarde por familiares e encaminhada ao hospital, chegando sem vida, ela apresentava ferimentos com tiros e facadas. No decorrer dos dias seguiram as investigações que culminaram com a prisão de

Tiago Vargas Motta na cidade de Itaqui, na segunda-feira, 9. Após a prisão, seguiram-se as investigações e chamado novamente para prestar depoimento o marido de Sônia, Hussein Kasem Khaled. Durante a noite desta terça-feira, 10, o delegado Charles Dias do Nascimento e sua equipe, foram até a residência da empresária recolher dados e evidências que pudesse elucidar os fatos.

Um dos mandados de busca e apreensão, na casa da namorada de Tiago, foi apreendido um revólver e uma caixa com munições, faltando quatro projéteis, arma enviada para perícia, provavelmente utilizada no crime.

O dia de investigação terminou com 8 mandados de busca e apreensão, 5 prisões temporárias decretadas e 4 prisões já cumpridas. Os presos são Tiago Vargas Motta, Maurício Mariano, Valdemir Trindade Rodrigues e, o esposo, Hussein Kasem Khaled. Estão com prisão expedida e foragidos Bruno Ayres e Jean Aldemar Ávila Webber. As investigações continuam e todos os 4 já encontram-se recolhidos no Presídio Estadual de São Borja. 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.