Maioria dos municípios gaúchos não conseguiu quitar todas as contas em 2017

Informação foi repassada pelo presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira em entrevista no Programa Aldeia Global
Lucas de Campos 3 janeiro, 2018 Fonte:

Nesta quarta-feira, 3, o comunicador Hogue Dorneles entrevistou durante o Programa Aldeia Global da Rádio Sepé – AM 540, o presidente da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), prefeito de Rio dos Índios, Salmo Dias de Oliveira.

Durante a entrevista, o presidente da Famurs reafirmou que a crise econômica e política do Brasil está refletindo, diretamente, na gestão dos municípios. “Os municípios sentiram vertiginosamente essa crise, já que 2017 foi complicado pela forte retração da economia. No Rio Grande do Sul, 54% dos municípios gaúchos não conseguiriam pagar todas as contas sejam com fornecedores ou funcionalismo”, afirmou.

Além disso, segundo Oliveira, em 2017, foi registrado  uma queda de 4% no orçamento.  “O prefeito faz gestão somente de 18% do que é pago de imposto. A cada R$ 100 reais que o cidadão paga de imposto, somente 18% retorna para o município e mais de 50% fica para a União. Por isso há pouco recurso para os municípios, onde a vida acontece”, ressaltou.

O presidente relatou ainda as principais “bandeiras” municipalistas e os trabalhos que estão sendo executados pela atual gestão à frente da Famurs.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.