Justiça nega adiamento de interrogatório do pai de Bernardo

NULL
Lucas de Campos 22 maio, 2015 Fonte:

O Tribunal de Justiça (TJRS) negou nesta sexta-feira (22) o pedido de adiamento do interrogatório de Leandro Boldrini, pai do menino Bernardo. A oitiva segue marcada para a próxima quarta-feira (27), no Foro da Comarca de Três Passos, quando também devem ser ouvidos os outros três investigados na morte do garoto: a madrasta, Graciele Ugulini, a amiga dela, Edelvânia Wirganovicz e o seu irmão, Evandro Wirganovicz.Os advogados de Boldrini pediam uma nova análise do Instituto-Geral de Perícias (IGP) no receituário médico que teria sido usado por Edelvânia para comprar o medicamento Midazolam (encontrado no corpo de Bernardo). A primeira análise foi inconclusiva quanto à autoria da assinatura atribuída ao médico.O desembargador Júlio César Finger, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, considerou que a complementação pericial não é necessária para a realização do interrogatório.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.