Justiça mantém prisão de empresário gaúcho acusado de locaute

Agência Brasil
Sepé Tiaraju 2 junho, 2018 Fonte: Agência Brasil

A Justiça Federal negou pedido de liberdade feito pela defesa do empresário Vinícius Pellenz,  preso pela Polícia Federal (PF), em Caxias do Sul (RS), sob a acusação do crime de locaute durante a paralisação de caminhoneiros. O locaute é a greve ou a paralisação realizada por ou com o incentivo de empresários, prática considerada crime pelo Código Penal.

A decisão foi proferida pela desembargadora Cláudia Cristina Cristofani, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre.

Para a magistrada, a prisão do empresário deve ser mantida por mais cinco dias para não atrapalhar as investigações, que apuram supostas ameaças de Pellenz, por meio do aplicativo WhatsApp, para que caminhoneiros que transitavam pela região da Serra Gaúcha, no início da greve, participassem da paralisação.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 19 junho, 2018

    ProUni oferece 174 mil vagas

    Estudantes que quiserem concorrer a bolsas de estudo no ensino superior poderão se inscrever no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 junho, 2018

    Lei Seca soma dados positivos após 10 anos

    Se beber, não dirija". A frase, usada frequentemente em campanhas publicitárias na televisão e no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 junho, 2018

    Mais 9,5 milhões ainda não se vacinaram contra a gripe

    Com apenas três dias para o fim da campanha nacional de vacinação contra a gripe, ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.