Jerônimo Goergen deve acionar doleiro na Justiça

NULL
Lucas de Campos 9 março, 2015 Fonte:

Citado na lista da Procuradoria-Geral da República, que investiga a participação de políticos no esquema de corrupção da Petrobras, o deputado federal Jerônimo Goergen (PP) pretende interpelar judicialmente o doleiro Alberto Youssef, que fez o acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF). Em coletiva na manhã desta segunda-feira, Goergen reiterou que irá se afastar do partido para poder se defender e acredita que se estivesse em outra sigla não seria citado na operação Lava Jato. “Fui citado uma única vez em um período que não era deputado federal. Isso me deixa com uma dúvida muito grande. Eu estou aqui com o meu advogado e vou entrar com uma interpelação judicial contra ele (Youssef) e espero que seja punido. Não vejo razão para o meu nome aparecer. Quero saber para quem foi entregue o dinheiro e quando foi entregue. Quero que ele me comprove o que ele citou”, disse Goergen.  O deputado federal reiterou que pretende se licenciar do partido porque acredita que somente ele deve responder às suspeitas de participação no esquema da Petrobras. “Meu primeiro gesto será me licenciar do diretório estadual. Ninguém do partido tem que responder. Sou eu que tenho que responder. A minha impressão é de que fui citado apenas por pertencer ao PP, se fosse de qualquer outro partido não estaria passando por isso”, disse. 
Goergen deixou claro que se antecipou à decisão do partido, que solicitou aos políticos citados que abram os sigilos bancários e telefônicos. “Eu já me coloquei à disposição para abrir todos os sigilos. E não adianta apenas falar isso. Vou fazê-lo formalmente amanhã em Brasília. Não tenho problema nenhum”, garantiu.  

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.