Identificados primeiros mortos em acidente de ônibus em Glorinha

NULL
Lucas de Campos 7 janeiro, 2015 Fonte:

Enfermeira aposentada e freira estão entre as seis vítimas de um tombamento na ERS-030 nesta terça-feira

A enfermeira aposentada Carmem Maria Geralda dos Santos, 57 anos, e a freira Irma Maria Christ, 81 anos, são as duas primeiras vítimas do acidente ocorrido em Glorinha, nesta terça-feira, a serem identificadas pelo Departamento Médico Legal (DML) da Capital. Os outros quatro corpos — de três mulheres e um homem — passam por perícia, para depois serem reconhecidos pelos familiares.

Natural de Santo Antônio da Patrulha, Carmem dedicou toda a sua carreira a pacientes dos hospitais da sua cidade natal e também de Osório, ambos no Litoral Norte. Ela deixa uma filha, quatro netos e um bisneto.

Com mais de 60 anos dedicados à religiosidade pela Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, Irma era reconhecida pelo trabalho com crianças. Embora tenha nascido em Feliz, morou quase toda a vida em Santo Antônio da Patrulha, onde trabalhava na Pastoral da Criança.

Segundo a madre superiora provincial da América Latina e Caribe, irmã Cecília Martinello, ela retornava de uma visita à sede da congregação quando sofreu o acidente. Ela estava acompanhada de uma outra freira que, por estar usando cinto de segurança, não se feriu no tombamento do ônibus que as levaria de volta a Santo Antônio da Patrulha.

— Apesar da idade, ela era muito ativa, inclusive ainda dirigia um carro que tinha. Era muito bem quista pela comunidade e pelas crianças, uma grande perda — conta Cecília.

O velório de Irma está marcado para as 16h desta quarta-feira, junto com uma missa na Igreja Santo Antônio, na cidade onde ela morava. O enterro ocorre logo depois, no Cemitério Municipal.

Fonte: Zero Hora

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.