Homem é condenado a 28 anos de prisão por matar e concretar corpo da mãe

Foto: Alina Souza
Sepé Tiaraju 20 novembro, 2018 Fonte: Correio do Povo

A juíza de Direito Karen Luise Vilanova Batista de Souza Pinheiro condenou, na noite desta segunda-feira, o publicitário Ricardo Jardim a 28 anos de prisão por matar a mãe, Vilma Jardim, e por ocultar o cadáver em 2015 no bairro Boa Vista, em Porto Alegre. O homem de 59 anos concretou o corpo da vítima, que na época do crime estava com 76 anos, dentro de um armário. A sentença foi dividida em 27 anos pela morte da mãe e mais um ano de detenção por posse ilegal de arma. O julgamento começou na manhã desta segunda na Vara do Júri do Foro Central da Capital.

A acusação ficou com a promotora de Justiça Luciane Wingert e a defesa ficou a cargo do advogado Renato Andrade Ferreira. “A motivação, dentre outras, foi o uso de patrimônio e valores que a mãe deixou em razão da morte do marido, pai do réu. As provas são incontáveis”, afirmou. “O relacionamento dele com os demais familiares nunca foi bom”, observou. A defesa não deu entrevistas.

O publicitário estava recolhido ao sistema carcerário desde que foi preso, em 29 de maio de 2015. Na ocasião foi flagrado com um revólver calibre 32. A mãe dele estava desaparecida desde o mês de abril. O filho foi considerado envolvido no desaparecimento desde o início.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 10 dezembro, 2018

    Metade de inscritos com direito à nova prova consultam Enem

    Cerca da metade dos 2,7 mil inscritos com direito a reaplicação do Exame Nacional do ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 10 dezembro, 2018

    PRF prende homem por porte ilegal de arma de fogo na BR 285 em Entre-Ijuís

    Na manhã de sábado (08), a PRF prendeu um homem por porte de revólver calibre ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 10 dezembro, 2018

    Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus

    A Polícia Civil e o Ministério Público de Goiás (MP-GO) criarão forças-tarefas especiais para apurar ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.