Homem confessa ter matado menina de cinco anos na Zona Leste de Porto Alegre

Jéferson Alves, 23 anos, é irmão do padrasto da criança. Ele é autuado em flagrante na 21ª DP por estupro seguido de morte. Padrasto da criança foi espancado por moradores da região
Lucas de Campos 19 agosto, 2015 Fonte:

Foi preso no final da manhã desta quarta-feira o homem que confessou ser o autor do estupro seguido da morte da menina Surianny dos Santos Silveira, cinco anos, durante a madrugada, no Bairro Lomba do Pinheiro, Zona Leste de Porto Alegre. Ouvido na 21ª DP, Jéferson Machado Alves, 23 anos, confessou o crime. Ele está sendo autuado em flagrante.



A menina havia sido encontrada, já agonizante, no começo da manhã. Ela havia sido colocada pelo criminoso dentro do forro do sofá, na casa da família, ainda durante a madrugada. O local era usado como cama pelo próprio Jéferson. Quando ele saiu para trabalhar, familiares notaram um barulho estranho no móvel e encontraram Surianny. Ela ainda foi levada ao Pronto-Atendimento da Lomba do Pinheiro, mas logo morreu.

A constatação da polícia, que ainda depende dos laudos periciais, é de que a menina morreu asfixiada enquanto era abusada. Havia ocorrido uma festa de família até o final da noite de terça e, por volta da meia-noite, o padrasto, que é mecânico, precisou sair para um atendimento. O seu irmão, que havia consumido cocaína, ficou na casa com Surianny e um irmão dela, de dez anos. As duas crianças dormiam. Em depoimento, ele confessou que atacou a menina, a amarrando e cometendo o estupro. Para ocultar o crime, colocou o corpo no sofá.



Por volta das 9h, moradores próximos chegaram a espancar o padrasto, julgando que ele tinha envolvimento no crime. O irmão dele acabou preso no seu local de trabalho. A mãe da menina estava viajando a trabalho.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.