Greve afeta indústria diretamente

NULL
Lucas de Campos 26 fevereiro, 2015 Fonte:

O frigorifico Alibem, unidade de Santo Ângelo abateu na manhã de hoje os últimos 1000 suínos que estavam em seu pátio. A média/diária de abates em dias normais é de 2.200 animais. No dia de ontem as atividades de abate foram concluídas ao meio-dia. No turno da tarde, os trabalhadores realizaram manutenção nos equipamentos.O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação de Santo Ângelo, Luiz Mousquer diz que mais de 200 mil suínos, que fazem parte do sistema integrado do frigorífico estão sofrendo com a falta de alimentos.No final do dia de ontem, dirigentes sindicais de Santo Ângelo e Santa Rosa estiveram reunidos para definir ações envolvendo a preservação da cadeia produtiva dos suínos na região NoroesteEles avaliaram que alguma matéria prima como milho e soja acabaram chegando até a fábrica de ração do frigorífico Alibem, porém os caminhoneiros com carga viva estão ainda receosos a pegar a estrada, temendo ficarem parados no caminho. “Se não houver um bom senso por parte dos caminhoneiros teremos um colapso na suinocultura gaúcha”, disse Mousquer.O dirigente sindical defende a total liberação das cargas de grãos com destino a fabrica de ração do frigorifico. “Somente com a chegada das cargas de milho e soja, haverá produção e o abastecimento das granjas”, afirma Luiz Mousquer.O frigorífico da Cotrijuí na cidade de São Luiz Gonzaga, suspendeu os abates na tarde de terça-feira. O Alibem de Santo Ângelo e Santa Rosa, soma 2.700 trabalhadores, e o de São Luiz outros 500.

 
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.