Governo federal possui mais de R$ 172 milhões de repasses em atraso para a educação

NULL
Lucas de Campos 6 abril, 2015 Fonte:

O governo federal está em dívida com os municípios gaúchos na área da educação. De acordo com levantamento da Famurs, pelo menos R$ 172 milhões não foram transferidos pela União a 110 prefeituras do Rio Grande do Sul ao longo dos últimos quatro anos. Os valores correspondem aos repasses do programa Pró-Infância, destinado à construção de creches públicas para atendimento a crianças de 0 a 5 anos. Outros programas também possuem verbas em atraso, como o transporte e a merenda escolar, o que afeta a oferta de transporte e alimentação aos alunos.Ao todo, foram aprovados, no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), 357 projetos de 153 municípios gaúchos para a construção de creches. Do total, 110 prefeituras ainda têm recursos a receber. Dos R$ 339 milhões que deveriam ter sido repassados, menos da metade chegou aos cofresos municipais (R$ 167 milhões).Segundo o presidente da Famurs e prefeito de Tapejara, Seger Menegaz, a falta de repasse compromete o cumprimento das metas do Plano Nacional da Educação (PNE). “Temos que disponibilizar vagas em pré-escolas para crianças de 4 e 5 anos até 2016, porém o atraso na transferência dos recursos nos impossibilita de acatar essa demanda”, alerta.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.