Governo do Estado deve R$ 3 milhões ao hospital Santo Ângelo

NULL
Lucas de Campos 12 maio, 2015 Fonte:

         A crise que atinge os hospitais filantrópicos e as Santas Casas, também está instalada na Capital das Missões, onde o hospital Santo Ângelo que é referencia regional, vem enfrentando sérias dificuldades financeiras desde o mês de outubro de 2014.

         Ao participar hoje no programa Aldeia Global, o provedor Bruno Hesse, diz que a instituição vem arcando com uma despesa que não está sendo paga pelo governo estadual que já chega a 3 milhões de reais. Pelo atendimento prestado aos pacientes do SUS em outubro e novembro do ano passado, o hospital possui um crédito de 1 milhão e 800 mil.

         No governo Tarso Genro, explicou Bruno Hesse, os hospitais filantrópicos tinham um incentivo pelo atendimento extra de pacientes do SUS na ordem de 300 milhões. Como esse valor foi contigenciado pelo governo Sartori, o hospital Santo Ângelo deixou de receber desde janeiro 331 mil mensais.

         O provedor explicou que já em dezembro precisou se socorrer do sistema financeiro para ajustar o pagamento dos salários e encargos trabalhistas dos funcionários do hospital. Mencionou também que para sair da crise é necessário que a casa de saúde apresente um superávit mensal de 500 mil reais.

         Para suportar a crise e alcançar essa meta, Hesse determinou desde o mês passado uma economia de 20% em todos os setores do hospital, assim como também não estão mais readmitindo pessoal. Ele acredita que por mais 60 dias poderá suportar a falta de crédito.

         Outra preocupação apresentada pelo provedor está relacionada à construção de 58 novos leitos para pacientes do SUS. Atualmente a obra está na laje do primeiro piso, porém já começa a faltar dinheiro. Do valor total do convênio que é de 2 milhões e 300 mil, o governo do Estado só repassou 460 mil, ou seja, 20%. “Se não houver com urgência o depósito de no mínimo 350 mil a empreiteira vai paralisar a construção”, disse Bruno Hesse. 

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.